#NotíciaAT – Telê e Béla Guttmann entre os notáveis da ‘France Football’

A France Football – conceituada revista francesa – lançou nesta terça-feira (19) a lista com os 50 melhores técnicos na história do futebol mundial. E dois icônicos treinadores que comandaram o Tricolor integram a lista: o saudoso Telê Santana e o revolucionário Béla Guttmann.

Para estabelecer a lista, a publicação escolheu três critérios principais: conquistas pelos clubes, legado deixado no jogo e personalidade, além do impacto da carreira deixado pelo profissional. Na 35ª posição, o Mestre Telê Santana é o único brasileiro na relação.

De acordo com a renomada revista europeia, o holandês Rinus Michel, que treinou a Holanda na Copa do Mundo de 1974, é o melhor técnico da história. Na segunda colocação aparece Alex Ferguson, que dirigiu o Manchester United. Em terceiro lugar está o italiano Arrigo Sacchi, que conquistou títulos pelo Milan e ficou com o vice-campeonato na Copa do Mundo de 1994, conquistada pela Seleção Brasileira.

BÉLA GUTTMANN

WhatsApp Image 2019-03-19 at 11.41.20.jpeg

O húngaro Béla Guttmann, nascido em Budapeste, revolucionou o futebol mundial ao lançar um novo sistema tático de jogo. No São Paulo, seus métodos de treinamento também causaram, a princípio, muita estranheza. Foi dele a ideia de se adotar a divisão das traves em zonas numeradas para se treinar a pontaria dos atacantes. Também implantou o treinamento tático e técnico com o uso de várias bolas em campo – ou seja, cada jogador com sua bola. Foi Campeão Paulista de 1957 antes de retornar ao Velho Continente – quando voltou à Europa se consagrou no Benfica.

TELÊ SANTANA

Técnico mais vitorioso na história do Tricolor, o Mestre se despedia da torcida são-paulina há exatos dez anos. Seu legado, feitos, conquistas e triunfos, porém, estarão sempre gravados na memória de cada um que acompanhou a vitoriosa trajetória do treinador.

No dia 21 de abril de 2006, por falência múltipla dos órgãos, o eterno comandante do São Paulo faleceu aos 74 anos, em Belo Horizonte, mas seu nome está eternizado na história e no coração de cada são-paulino.

Telê teve duas passagens pelo Tricolor (1973 e 1990-1996), e é até hoje o técnico mais vencedor da história do clube. Ao todo, foram dez títulos oficiais conquistados, incluindo os bicampeonatos da Taça Libertadores da América e do Mundial Interclubes, que elevaram o nome do São Paulo FC a um patamar nunca antes atingido.

Eterno ídolo da torcida, que até hoje canta seu nome nos jogos do time, Telê sempre cobrou disciplina de seus comandados – tudo em prol da perfeição técnica, alcançada mediante treinamento constante e rigidez de conduta.

Telê foi caracterizado pelo futebol arte, principalmente na Seleção Brasileira de 1982. Mostrou que títulos simplesmente não bastavam, era preciso algo mais: transformar simples partidas em momentos inesquecíveis.

No Tricolor, ergueu as taças de Campeão Mundial Interclubes 1992 e 1993; da Copa Libertadores da América 1992 e 1993, da Supercopa Sul-Americana de 1993; da Recopa Sul-Americana de 1993 e 1994, do Campeonato Brasileiro de 1991 e do Campeonato Paulista de 1991 e 1992.






Confira o ranking:

  • 1- Rinus Michels (Holanda)
  • 2- Alex Ferguson (Escócia)
  • 3- Arrigo Sacchi (Itália)
  • 4- Johan Cruyff (Holanda)
  • 5- Pep Guardiola (Espanha)
  • 6- Valeriy Lobanovskiy (Ucrãnia)
  • 7- Helenio Herrera (França/Argentina)
  • 8- Carlo Ancelotti (Itália)
  • 9- Ernst Happel (Áustria)
  • 10- Bill Shankly (Escócia)
  • 11- Matt Busby (Escócia)
  • 12- Giovanni Trapattoni (Itália)
  • 13- José Mourinho (Portugal)
  • 14- Miguel Muñoz (Espanha)
  • 15- Brian Clough (Inglaterra)
  • 16- Marcello Lippi (Itália)
  • 17- Nereo Rocco (Itália)
  • 18- Louis Van Gaal (Holanda)
  • 19- Ottmar Hitzfeld (Alemanha)
  • 20- Béla Guttmann (Hungria)
  • 21- Fábio Capello (Itália)
  • 22- Zinedine Zidane (França)
  • 23- Viktor Maslov (Rússia)
  • 24- Herbert Chapman (Inglaterra)
  • 25- Jupp Heynckes (Alemanha)
  • 26- Bob Paisley (Inglaterra) 
  • 27- Jürgen Klopp (Alemanha)
  • 28- Albert Batteux (França)
  • 29- Guus Hiddink (Holanda)
  • 30- Udo Lattek (Alemanha)
  • 31- Diego Simeone (Argentina)
  • 32- Arséne Wenger (França)
  • 33- Vicente Del Bosque (Espanha)
  • 34- Jock Stein (Escócia)
  • 35- Telê Santana (Brasil)
  • 36- Vic Buckingham (Inglaterra)
  • 37- Rafa Benítez (Espanha)
  • 38- Hennes Weisweiler (Alemanha)
  • 39- Bobby Robson (Inglaterra)
  • 40- Dettmar Cramer (Alemanha)
  • 41- Mircea Lucescu (Romênia)
  • 42- Tomislav Ivic (Croácia)
  • 43- Stefan Kovacs (Romênia)
  • 44- Luís Aragonés (Espanha)
  • 45- Frank Rijkaard (Holanda) 
  • 46- Otto Rehhagel (Alemanha)
  • 47- Raymond Goethals (Bélgica)
  • 48- Marcelo Bielsa (Argentina)
  • 49- Antonio Conte (Itália)
  • 50- Jean-Claude Suaudeau (França)

Fonte: Site Oficial

Comente com sua conta do Facebook: