Novo sócio-torcedor, ingresso popular e organização financeira: confira o plano de trabalho de Julio Casares

Em uma live no YouTube realizada no início da tarde de hoje (25), o conselheiro vitalício e candidato à presidência do São Paulo, Julio Casares, lançou a chapa ‘Juntos Pelo São Paulo’, juntamente com o Olten Ayres de Abreu Junior, que é candidato à presidência do Conselho Deliberativo.

Na transmissão, ele apresentou o seu plano de trabalho e o perfil do Instagram que servirá como canal de comunicação com os torcedores.

Dentre as propostas apresentadas, separamos algumas das mais importantes e você confere abaixo.

Profissionalização
A profissionalização foi colocada como uma das prioridades da gestão e Casares disse que pretende designar as pessoas certas para os lugares certos, principalmente nas áreas financeiras, de futebol e marketing.

Serão contratações escolhidas baseadas em determinados critérios que terão o foco em resultados. As vagas serão preenchidas por profissionais que possuam conhecimento e experiência.

Eles terão um salário fixo, mas também serão bonificados conforme alcançarem suas metas que serão previamente estipuladas.

Mentalidade vencedora
Será criada uma comissão de integração entre Cotia, Barra Funda e Morumbi, que será a responsável por analisar as necessidades do elenco e tentar suprir com os atletas da base. Caso não, ir ao mercado para a realização de contratações pontuais e específicas.

Responsabilidade financeira
Será apresentado um planejamento para recuperação financeira do clube, pensando em ações conjuntas para curtíssimo, curto, médio e longo prazo. As ações previstas farão uma readequação e reorganização das dívidas para que exista um respiro financeiro logo nos primeiros meses do novo mandato por intermédio de estratégias conjuntas e de aplicação rápida.

“Vamos buscar títulos e conquistas, mas com equilíbrio para não sofrermos no futuro. Temos que ser responsáveis!”, afirmou.

Ética e transparência
Casares afirmou que essa live realizada para lançamento da chapa e do seu plano de trabalho é um exemplo de transparência da diretoria que será implantado caso for eleito, visto que tem como propósito criar um Departamento de COMPLIANCE que estabelecerá e fiscalizará os colaboradores e administradores do São Paulo.

“O São Paulo passará a ter um controle efetivo da atuação de cada colaborador, é preciso ter essa relação de transparência e ética”.

Para que essa transparência seja efetiva serão realizadas lives para falar sobre o que está acontecendo com o São Paulo. A intenção é ter por meio das redes sociais uma ferramenta de comunicação constante com a torcida.

Engajamento com a torcida – Ingresso popular
Para essa questão ele propõe que todos os jogos tenham 8 mil lugares (o antigo setor amarelo das arquibancadas) com o preço equivalente a 50% do valor integral do ingresso mais barato dos demais setores à venda para cada partida.

O objetivo é criar uma inclusão dos torcedores de todas as classes sociais.

Sócio-Torcedor
O programa de Sócio-Torcedor passará por uma refundação de maneira a criar vantagens que possam atender torcedores com perfis diferentes, garantindo que a maior parte do dinheiro investido seja direcionado para o futebol.

Nessa reformulação existirá um programa para o torcedor que tem interesse apenas nos jogos, outro para aqueles que buscam outros produtos licenciados com a marca do clube e também para aqueles que moram em outras cidades, estados ou país.

Dessa forma, o candidato à presidência do Tricolor afirma que quer que o sócio-torcedor se considere como um patrocinador do clube.

Camisas do clube
Sobre o design das camisas, Casares disse que é a diretoria que vai decidir como ele será, ouvindo sempre o torcedor, e que o trabalho da fornecedora de material esportivo será responsável por fabricar e distribuir conforme cronograma estipulado pelo clube.

A última camisa feita pela Adidas foi da versão número 2 do uniforme Tricolor, que desagradou uma parte da torcida que se manifestou nas redes sociais. Na época, Casares também fez uma publicação crítica a respeito.

Muricy Ramalho
Casares disse que espera que o técnico Fernando Diniz permaneça por um bom tempo à frente do comando do São Paulo e elogiou essa escolha vinda da gestão Leco. Aproveitou para afirmar que pretende sim falar com Muricy Ramalho, para que ele volte a trabalhar no clube em algum setor:

“Nunca falei com Muricy sobre voltar, mas o que posso colocar é que sonhamos com a presença dele, sim. Em caso de vitória, um dos nossos primeiros movimentos será falar com o Muricy. Havendo essa combinação, a chance dele voltar será muito grande.”

Atual diretoria
Questionado sobre a permanência dos dirigentes que estão atualmente no comando como Raí, Lugano e Alexandre Pássaro, Casares não disse se vai mantê-los ou não.

Todavia, afirmou que não lhe agrada as decisões tomadas pela diretoria, principalmente ao que se refere aos altos gastos. Ele até mesmo citou o modelo de contratação de Daniel Alves como exemplo, em que primeiro se negociou com o jogador para depois realizar uma ação de marketing.

Outros esportes
Julio afirmou que a ideia é manter a equipe de basquete masculina e até mesmo melhora-lá. No entanto, os demais esportes só existirão caso consigam se bancar.

Confira a apresentação completa do plano de trabalho de Julio Casares abaixo:

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: