O que o técnico Hernán Crespo disse após vitória do São Paulo sobre o Racing
Foto: Staff Images / Conmebol

O São Paulo conseguiu a classificação para as quartas de final da Libertadores após superar o Racing, na Argentina, na partida que aconteceu nesta última terça-feira (20), no El Cilindro.

Após a vitória por 3×1, o técnico Hernán Crespo falou sobre o fato do Tricolor ter se classificado para esta fase da competição após cinco anos.

“Estamos muito contentes por passar às quartas de final. Já fizemos algo que nos últimos cinco anos não havia ocorrido no São Paulo, que era chegar às oitavas de final. Agora melhoramos isso. Depois, jogamos da maneira que acreditávamos que devíamos jogar. Somos uma equipe que gosta de ter a bola. Tivemos gente que pôde roubar a bola e jogar de forma vertical. Estamos construindo uma equipe que pode jogar no contragolpe ou com a bola nos pés. No meio há uma construção que é fruto do dia a dia. Estamos juntos há cinco meses. Estou contente pela produção da equipe”.

O treinador também dedicou a vitória ao massagista do São Paulo, Marcelinho, que passou mal no último jogo do Campeonato Brasileiro contra o Fortaleza EC, mas que no momento já está bem e se recuperando.

“A gente sabe perfeitamente o que precisamos para continuar essa situação de construção. Realmente estou muito feliz por tudo o que aconteceu durante o jogo, mas quero aproveitar para dedicar essa vitória ao nosso companheiro de trabalho, Marcelinho. Ele esteve muito mal no jogo passado, agora está saindo dessa situação. Para nós, é muito importante que um companheiro de trabalho esteja bem. Então, estamos dedicando essa vitória para ele”.

Crespo também falou sobre os jogadores formados nas categorias de base estarem fazendo a diferença, assim como foi Marquinhos que além de ser o autor de um dos gols foi um dos grandes destaques da vitória são-paulina.

“Não é fácil. Só falar de Marquinhos, ele fez sua estreia há uma semana e foi protagonista. É um produto feito em Cotia e, quando você vê isso é uma grande satisfação. Precisamos de talentos que possam acompanhar. Olhamos sempre as situações e trabalhamos com o grupo de Cotia. É por isso que Welington está jogando, Marquinhos e Talles. Nós acreditamos que os jovens são o futuro do São Paulo”.

Agora, o São Paulo aguarda o seu adversário nas quartas de final da Libertadores e será o vencedor do confronto entre Palmeiras Universidad Católica, do Chile, que disputam o segundo jogo das oitavas nesta quarta-feira (21), às 19h, no Allianz Parque. O primeiro jogo foi 1×0 para a equipe alviverde.

Post anteriorA repercussão na mídia internacional da classificação do São Paulo
Próximo PostA reação dos torcedores do Racing na derrota para o São Paulo por 3×1
Vanessa Dias, 25 anos e sou de Araras, interior de São Paulo. Formada em Relações Públicas, especialista em Mídias Digitais e apaixonada por futebol desde que me conheço por gente. Sou parte do time desde o começo de 2018, onde trabalhamos todos os dias para que a torcida esteja sempre em conexão com o clube do coração.