O São Paulo não precisa de contratações, mas de renovação

Difícil assistir a partida de ontem entre São Paulo e Fortaleza e não se preocupar com o futebol medíocre apresentado. Sim, nós, a torcida, reclamamos porque antes a importância era para se ter resultados primeiramente e depois o futebol bonito.

No entanto, esse futebol horroroso apresentado não é o resultadista em que muitos clubes se apoiam há alguns anos e conseguem títulos por meio dos artifícios e peças no elenco que possuem, mas sim o que vimos ontem em campo foi um time sem alma, sem vontade, sem criatividade, com medo de perde e, de maneira contraditória, sem desejo de vencer.

Para o Paulistão, o que importava era o resultado, jogos com pouco intervalo entre um e outro e precisando vencer para avançar, o que precisávamos ali e não tivemos era resultado, raça, menos ‘fazemos gol quando quisermos’ e mais ‘bola na rede’.

O Campeonato Brasileiro é diferente, serão mais 37 rodadas que se estenderão até o ano que vem com jogos muitas vezes no meio e no final de semana e não conseguiremos grandes coisas com esse futebolzinho apresentado ontem.

“Mas o importante é vencer, são os 3 pontos”. Concordo, principalmente dentro de casa, visto que é OBRIGAÇÃO vencer no Morumbi. E é com isso que estamos nos contentando, com o básico. E, na boa, o básico não resolve pra ser campeão.

Já cansamos de falar que essa diretoria é patética e apontar um milhão de erros e que transforma tudo em um ciclo sem fim: derrotas, eliminações, dívidas, frustrações, más contratações e por aí vai.

Só que não dá para passar pano, como se diz muito pela internet, para quem entra dentro de campo. Como disse Dagoberto na Legends Cup: “Para vestir essa camisa aqui o mínimo que tem que ter é vontade, o MÍNIMO”.

E é o que mais falta atualmente. Já vimos tantos jogadores que não eram estrelas e nem tão qualificados tecnicamente, mas que compensavam na vontade e se tornaram campeões. Atualmente, temos um elenco milionário que não consegue entregar nada além do que 1×0 dentro de casa e achar que está no caminho certo.

Como torcedora peço desculpas e espero queimar a minha língua, mas enquanto eu não ver uma taça sendo levantada não dá para exaltar uma atuação como a de ontem.

São tantos problemas que fica até difícil entender e enumerar! Depois da partida o técnico Fernando Diniz disse:

“O elenco é bom. Desde quando cheguei aqui falei que o elenco era bom. Estávamos fazendo um primeiro semestre muito bom, aí teve a pandemia, esses dois jogos que fomos muito mal (Bragantino e Mirassol), mas o elenco é muito bom. Pode ser que tenha uma ou outra contratação pontual, mas é um elenco que me satisfaz. Temos vários jogadores de Cotia que eu aposto e gosto, a medida que o trabalho vai evoluindo eles vão pegando confiança, aí podemos apostar neles.”

Tá certo, mas serão contratações que vão mudar isso que estamos vendo dentro de campo? O São Paulo precisa de renovação do começo ao afim. Vieram Daniel Alves, Pablo, Pato, Volpi e outros para continuarmos praticamente na mesma ou até pior porque ano passado pelo menos fomos para a final do Paulista (risos).

Enfim, que no próximo jogo esses erros grotescos sejam corrigidos, apenas que sinceramente não acho que é em uma partida que vá tudo mudar. O time precisa de uma boa sequência de vitórias para ganhar confiança e quem sabe animar o torcedor e quem sabe possamos sonhar com algo.

Nesse mês, ao final dele temos um clássico contra o Corinthians. No cenário perfeito, vencemos todas as partidas até lá e goleamos um dos nossos principais adversário, aí te digo…pode jogar feio que for que os resultados vão COMEÇAR a compensar.

Enquanto isso não acontece, sigo criticando os responsáveis por conduzirem o São Paulo.

Só para ressaltar e explicar de maneira bem clara o título dessa coluna. Não é que eu acho que o São Paulo não precisa de contratações. Precisa sim! E pontuais como indicou o técnico Fernando Diniz, mas eu também acredito que pode chegar o Messi no elenco que não vai resolver se não acontecer essa renovação e a postura mudar, dentro e fora de campo.

Lembrando que a próxima partida do Tricolor é contra o Vasco no domingo (16), às 16h, em São Januário, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Comente com sua conta do Facebook: