Time do São Paulo que enfrentou o Atlético Nacional na Libertadores de 2016
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

O último título do São Paulo na Libertadores foi em 2005, quando venceu o Ahtletico Paranaense na final e conquistou a América pela terceira vez em sua história, indo para a final do Mundial de Clubes e se tornando o único time brasileiro a conquistar o mundo nas três ocasiões em que disputou a taça: em 1992, 1993 e 2005.

Desde então, o São Paulo bateu na trave em 2006 ao perder a final da Libertadores para o Internacional, e depois chegando à semifinal em duas ocasiões, em 2010 também contra o Internacional, e em 2016 contra o Atlético Nacional.

Confira o retrospecto do Tricolor na Libertadores nos últimos 15 anos:

2006 – perdeu a final para o Internacional
2007 – eliminado nas oitavas de final para o Grêmio
2008 – eliminado nas quartas de final para o Fluminense
2009 – eliminado nas quartas de final para o Cruzeiro
2010 – eliminado na semifinal para o Internacional
2013 – eliminado nas oitavas de final para o Atlético Mineiro
2015 – eliminado na oitavas de final para o Cruzeiro
2016 – eliminado na semifinal para o Atlético Nacional

Nos anos 2011, 2012, 2014, 2017 e 2018, o São Paulo não se classificou para a Libertadores. Já em 2019, o time foi para a pré-Libertadores, quando sofreu um dos piores vexames de sua história ao ser eliminado para o Talleres ao perdeu a primeira partida na Argentina por 2×0 e empatar no Morumbi em 0x0.

Agora, em 2020, o Tricolor foi direto para a fase de grupos ao terminar o Campeonato Brasileiro de 2019 na 6ª colocação da tabela de classificação, garantindo a sua vaga no grupo D da Libertadores 2020, estando juntamente com o Binacional, LDU e River Plate.

O momento do São Paulo é complicado, pois depois dos resultados da 4ª rodada da competição a tabela ficou assim:

1º – LDU – 9 pontos
2º – River Plate – 7 pontos
3º – São Paulo – 4 pontos
4º – Binacional – 3 pontos

Portanto, para avançar às oitavas da Libertadores o São Paulo precisa:
– De uma vitória diante do River Plate na próxima terça-feira, 30 de setembro, na Argentina e depois vencer o Binacional no Morumbi na última rodada da fase de grupos da competição e torcer para um empate ou derrota do River Plate para a LDU.

Caso o time argentino vença a LDU, o Tricolor precisaria marcar 11 gols nesses dois últimos confrontos. Todavia, se o São Paulo perder para o River Plate na próxima rodada já está eliminado da Libertadores. Com um empate a equipe está praticamente fora.

Então, a partir do momento de se não ter mais chances de se classificar às oitavas, o Tricolor briga com o Binacional pela 3ª posição do grupo que concede uma vaga para a Sul-Americana.

O próximo jogo do São Paulo na Libertadores é contra o River Plate na quarta-feira (30), às 21h30, na Argentina.

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC