Precisamos falar sobre Gabriel Sara

Eu confesso que não entendia o porquê da insistência de Fernando Diniz em manter Gabriel Sara entre os titulares, mesmo sabendo e tendo consciência que é preciso dar sequência aos garotos que sobem para o profissional e também da qualidade do meia já demonstrada nas épocas da base.

Por isso, venho escrever essa coluna ressaltando as recentes boas atuações do jogador e como ele tem feito real diferença para a equipe, ou seja, as jogadas que ele participa tem resultado em gols.

Primeiramente, voltemos ao clássico contra o Santos. O camisa 42 marcou dois gols, e foi nesse momento que a chave passou a virar para o atleta. Na vitória por 3×0 sobre o Atlético Goianiense, ele marcou um gol e participou das jogadas dos outros dois e, ontem, contra o Fortaleza, novamente teve uma boa atuação do jogador de 21 anos, que foi o melhor em campo, tendo participação novamente nos três gols da partida.

Não o estou colocando aqui como salvador da pátria e nada disso, apenas destacando o que vem sendo desempenhado em campo por um jogador formado em Cotia e que vinha sendo muito questiona e, como já disse, inclusive por mim.

E não só ele vem chamado a atenção. Brenner tem brilhado no ataque Tricolor e agora é o atacante titular da equipe do São Paulo ao lado de Luciano.

Como estão dizendo, ele tem o ‘carisma do gol’. Que seja! O importante é que ele está marcando! O camisa 30 Tricolor, também formado nas categorias de base, posiciona-se muito bem, é oportunista e tem merecido estar entre os 11 titulares e feito muita diferença.

Voltando a falar de Gabriel Sara

Ele chegou ao São Paulo em 2013 e ganhou praticamente tudo jogando na base, fazendo a sua estreia no profissional no final de 2017 no empate em 1×1 do Tricolor com o Bahia pelo Brasileirão. Depois retornou à base em 2018 e ganhou chances com Cuca no profissional novamente no ano passado.

Os títulos de Sara pela base do São Paulo:

  • Aspire Tri-Series Sub-20 – 2017
  • Campeonato Paulista Sub-15 – 2014
  • Campeonato Paulista Sub-17 – 2016
  • Copa do Brasil Sub-20 – 2018
  • Copa Ouro da APF Sub-20 – 2017
  • Copa RS Sub-20 – 2017
  • Future Cup Sub-20 – 2017
  • Supercopa do Brasil Sub-20 – 2018
  • Taça Belo Horizonte – 2016
  • Copa São Paulo de Juniores – 2019

No entanto, em janeiro desse ano ele precisou passar por uma cirurgia devido a uma lesão no quinto metatarso do pé esquerdo. Recuperado, o meia voltou a treinar e ganhou confiança de Fernando Diniz, tornando-se titular.

A nossa torcida é para que ele evolua ainda mais dentro de campo e possa continuar a colaborar com a equipe em um setor que precisamos tanto que é o de criação de jogadas. E, mais do que isso, que conquiste títulos antes de ser vendido.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: