Veja quanto o São Paulo precisará pagar caso queira ficar em definitivo com o Galeano
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Destaque do jogo do São Paulo contra o Guarani válido pelo Paulistão que aconteceu nesta última quarta-feira (15), o atacante Galeano, que atuou como ala-direito, está no Tricolor desde 2019 emprestado pelo Rubio Ñu, do Paraguai, em vínculo que é válido até o final deste ano.

Caso o São Paulo queira ficar com o Galeano em definitivo precisará pagar 600 mil dólares (cerca de R$ 3,3 milhões na cotação atual) por 60% dos direitos econômicos.

Pela base Tricolor, Galeano soma 20 gols em 31 jogos, e vinha sendo solicitado já a algum tempo pela torcida do São Paulo que o queria ver ter mais oportunidades nas partidas pelo time profissional.

Contra o Guarani, o paraguaio foi titular e teve participação nos três gols do São Paulo, com assistências para os dois últimos da partida que terminou em 3×2 para o Tricolor no Morumbi.

Sobre a atuação de jogador do São Paulo, o técnico Hernán Crespo disse: “Galeano para mim é uma alegria, porque como muitos jogadores que tiveram a oportunidade de jogar a primeira vez, ele fez uma ótima partida. Fez bons lances, criou, é muito disciplinado”.

Galeano comentou sobre jogar na posição em que não é a sua de origem neste jogo do São Paulo e Guarani e como aconteceu este processo sob a orientação do treinador argentino: “O Crespo me falou para jogar nesta posição, porque eu vou bem. Comecei a treinar, fazer amistosos, a ver o Igor Vinícius jogando. Agora, é seguir jogando para ficar melhor ainda nessa posição, que é muito difícil. Tem que atacar, marcar, eu estava morto nesse jogo. É só trabalhando que as coisas vão saindo bem”.

O próximo jogo do São Paulo é contra o Palmeiras e Galeano deve retornar para a reserva, podendo ser utilizado ao longo da partida. O clássico acontece nesta sexta-feira (16), às 22h, no Allianz Parque.

Reveja os melhores momentos de São Paulo 3×2 Guarani abaixo ou clicando aqui:

Fonte: Eduardo Rodrigues / Globo Esporte