É com grande satisfação que eu começo este especial do Arquibancada Tricolor escrevendo a seguinte frase: “Enfim 2020 chegou ao fim! Ufa!

Retrospectiva 2020

Que ano, hein? Prometo que não vou sair do tema São Paulo FC. Todos vocês estão cansados de ler e ouvir sobre tudo que representou o ano de 2020. Inclusive fiquei com medo da Retrospectiva 2020 da Rede Globo começar depois do Mais Você e terminar no horário do Jornal da Globo

Vou abordar aqui com vocês todos os meses deste ano maluco e não falarei apenas do futebol profissional masculino. Também teremos algumas citações sobre a base, futebol feminino, basquete masculino e por fim o vôlei feminino. O São Paulo FC não é apenas o futebol! E também não há como não falar sobre a política do clube, que viveu um ano bem conturbado com eleições.

Prepare-se, este especial será bem longo e você terá a oportunidade de acessar diversas notícias que serviram como base na minha pesquisa. Esta Retrospectiva também pode ser vista em nosso canal do Youtube e o áudio será disponibilizado em um episódio do TriCast!


Janeiro

O São Paulo começou o ano de 2020 com um déficit das contas de 2019: 180 milhões de reais. Ainda no âmbito financeiro, a boa notícia foi a quitação das parcelas da compra do atacante Lucas Pratto pelo River Plate, em 2018. Os argentinos pagaram ao Tricolor cerca de 18 milhões de reais. Sem contratações, o Tricolor manteve o técnico Fernando Diniz para a temporada 2020.

Janeiro é o mês da tradicional Copa São Paulo de Juniores, a Copinha! O São Paulo avançou até as quartas de final da competição, quando foi eliminado pelo Oeste, após perder por 2 a 1. A Copinha foi vencida pelo Internacional na disputa de pênaltis, após empatar com o rival Grêmio em 1 a 1.

São Paulo Copinha 2020
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

O extracampo começou tumultuado em 2020: o goleiro Jean foi acusado por sua esposa de agressão em Orlando, nos Estados Unidos e teve o seu contrato suspenso pela diretoria. Poucos dias depois, o goleiro foi emprestado ao Atlético-GO, onde assumiu a titularidade e atualmente é o batedor oficial de pênaltis da equipe goiana. O zagueiro Arboleda postou uma foto em sua rede social, vestindo a camisa do Palmeiras e foi multado pela diretoria. Segundo o atleta, ele estaria pagando uma aposta com um familiar durante as suas férias.

Pelo Campeonato Paulista, o Tricolor fez três jogos em janeiro: vitórias contra Água Santa (2 a 1) e Ferroviária (2 a 1) e um empate sem gols (0 a 0) contra o Palmeiras. Com pouco tempo de pré-temporada, ainda era muito cedo para apontar qualquer coisa no time de Fernando Diniz.

São Paulo vence o Água Santa na estreia do Paulistão 2020
Foto: Rummens

No futebol feminino, o Tricolor perdeu Cristiane para o Santos, mas iniciou conversas com a atacante Gláucia, eleita a melhor jogadora do Brasileirão do último ano. Fora do campo do futebol, o basquete Tricolor foi eliminado na estreia da Copa Super 8, ao perder para Minas em casa. Pelo NBB, foram 3 vitórias em 5 jogos. Na Superliga de vôlei, importante vitória contra o Flamengo, em um inédito jogo no Ginásio do Morumbi.

Fevereiro

O mês de fevereiro foi marcado por apenas uma vitória no Paulistão. O Tricolor começou o mês empatando em casa com o Novorizontino (1 a 1), em um jogo repleto de erros da arbitragem. Na sequência a primeira derrota para o Santo André (2 a 1) fora de casa e um empate em 0 a 0 contra o Corinthians no Morumbi. Antes do Carnaval, a única vitória do mês, contra o Oeste (3 a 0) em Barueri.

São Paulo vence o Oeste em 2020
Foto: Rummens

Fora de campo, Jucilei teve seu contrato rescindido e deixou de fazer parte do elenco Tricolor. Quem voltou foi Tréllez, reintegrado ao elenco após o empréstimo ao Internacional.

A grande notícia do mês foi a venda do jovem atacante Antony ao Ajax, em um negócio que pode chegar até 22 milhões de euros ao todo. Na transação, foi acertado que o atacante se apresentaria aos holandeses no segundo semestre de 2020.

Série sobre a trajetória do Antony no São Paulo vai ao ar amanhã
Foto: Rummens

No último dia do mês (29), vitória-dupla contra o Corinthians: pelo NBB, o Tricolor fez 89 a 80 no Ginásio do Morumbi lotado e pelo Brasileiro feminino, uma vitória por 2 a 0 quebrou a invencibilidade de 48 jogos do rival.

Março

Março chegou com uma nova esperança de conquista da Libertadores e terminou com uma pandemia e a suspensão de todas as competições.

Antes da Libertadores, vitória contra a Ponte Preta por 2 a 1 no Morumbi. Já na estreia da Libertadores em Juliaca, no Peru, o São Paulo conseguiu a proeza de ser derrotado pelo Binacional por 2 a 1 de virada. Com um time repleto de jovens jogadores, o Tricolor também perdeu para o Botafogo em Ribeirão Preto (1 a 0) pelo Paulista, na véspera do jogo contra a LDU, no Morumbi.

São Paulo e Binacional se enfrentam pela última rodada da fase de grupos da Libertadores
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Ninguém imaginava, mas aquele jogo contra a LDU seria o último no Morumbi com torcida em 2020. Os 39.107 torcedores tiveram o prazer de ver uma excelente apresentação do Tricolor, que venceu por 3 a 0, com gols de Daniel Alves, Reinaldo e Igor Gomes. Três dias depois o Tricolor enfrentava o Santos, já sem torcida e vencia de virada por 2 a 1.

LDU e São Paulo se enfrentam hoje pela Libertadores
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

A pandemia enfim era uma realidade e todas as competições começaram a serem suspensas ou canceladas. O São Paulo vinha embalado no NBB com 6 vitórias seguidas e viu a competição ser suspensa naquele momento e futuramente cancelada, sem um campeão declarado.

Todos os jogos da Libertadores foram suspensos e a CBF anunciou a paralisação de suas competições. A Superliga Feminina de Vôlei foi cancelada, sem campeão declarado.

Ainda antes de acabar o mês, o Tricolor recebeu mais 38,5 milhões de reais pela transferência de David Neres ao Ajax em 2017, valor este acertado na transferência de Antony ao time holandês.

Abril

O São Paulo não entrou em campo/quadra no mês de abril. Todos os campeonatos permaneciam suspensos/cancelados. O time profissional de futebol entrou em férias no dia 1º de abril, já que não havia qualquer indício do retorno dos campeonatos.

Time do São Paulo reunido no CT
Foto: Marcelo Hazan / Globo Esporte

Nas finanças, o São Paulo renovou o seus patrocínios com o Banco Inter e a MRV até o final do ano. No fim do mês, foi apresentado o balanço oficial da temporada 2019, com um déficit de 156 milhões de reais.

Maio

O São Paulo completou 2 meses sem disputar uma partida, seja de futebol, basquete ou vôlei. Tudo ainda permanecia suspenso e as conversas para a retomada das atividades esportivas ainda não chegava a uma data. A Libertadores ensaiava uma volta para setembro.

No âmbito jurídico, o São Paulo saiu com uma vitória e uma derrota: vitória contra o River Plate no caso da venda de Lucas Pratto, onde o time argentino foi condenado e deverá pagar mais R$ 2,5 milhões que correspondem a juros e multas das parcelas atrasadas.

A derrota veio no caso Maicon, onde o Tricolor foi condenado a pagar R$ 200 mil, já que o ex-atleta alegou que o clube deixou de pagar integralmente verbas referentes à adicional noturno e atividades aos domingos e feriados.

Há pouco mais de 6 meses da eleição no clube, Marco Aurélio Cunha se declarou pré-candidato à presidência, pela chapa de oposição.

Junho

Mais um mês onde o São Paulo não atuou. No começo do mês, o Arquibancada Tricolor celebrou seu 12º ano de vida!

AT 12 anos

O Governo do Estado de São Paulo definiu que os times da Série A1 do Paulista somente poderiam voltar aos treinos no dia 01 de julho. Ainda não havia uma data prevista para o retorno dos campeonatos.

Nas quadras do basquete, algumas movimentações: o ala Léo Meindl acabou se despedindo do Tricolor, onde teve um grande destaque no NBB 19/20, porém o Tricolor não perdeu tempo e contratou o pivô Gerson do Rio Claro.

Léo Meindl
Foto: Bala na Cesta

O NBB anunciou que a temporada 20/21 começaria em 14 de novembro e a tabela e participantes seriam divulgados até o mês de setembro.

Julho

Começamos o segundo semestre de 2020 com o retorno do São Paulo aos treinamentos. Foram mais de 100 dias sem trabalhos e o elenco precisou correr atrás do tempo perdido, já que a reestreia no Paulistão aconteceria depois de 21 dias, contra o RB Bragantino no Morumbi.

No primeiro jogo desde março, o São Paulo foi derrotado em casa para o RB Bragantino, por 3 a 2. Pablo marcou os dois gols do Tricolor, que foi muito criticado pelas falhas defensivas.

São Paulo 2 x 3 RB Bragantino
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Pelo último jogo da fase de classificação, o São Paulo foi até a Vila Belmiro encarar o Guarani e afastou os pedidos para entregar a partida e assim não classificar o rival Corinthians. Vitória Tricolor por 3 a 1, com um bom jogo dos jovens Helinho e Paulinho Bóia.

Nas quartas de final o Tricolor encarou o Mirassol em casa e o salto alto entrou em campo, já que o time do interior havia perdido 18 jogadores entre março à julho e entrou em campo com jogadores que pouco treinaram. Resultado? O Mirassol abriu 2 a 0 em 32 minutos, mas o Tricolor buscou o empate 4 minutos depois. No segundo tempo só deu São Paulo, mas quem não faz, toma! Gol do Mirassol aos 35 minutos e o São Paulo estava eliminado do Paulistão.

Pato na derrota contra o Mirassol
Foto: Rubens Chiri

Fora de campo, um relatório do Itaú BBA mostra aquilo que todos já sabíamos: gestão falha, dívidas, pouca receita e um clube “vivendo há 10 mil anos atrás”…

Agosto

Você conhece aquela frase, que diz que agosto é mês de “cachorro louco“? Pois é, agosto foi um mês maluco para o futebol do Tricolor. Foram 6 partidas disputadas pelo Brasileirão, além de uma que acabou não acontecendo por conta do surto de Covid-19.

A estreia pelo Brasileirão não aconteceu, por conta de um surto de Covid-19 no adversário Goiás. A estreia aconteceu na segunda rodada, com uma vitória de 1 a 0 sobre o Fortaleza de Rogério Ceni. No Rio de Janeiro, derrota para o Vasco por 2 a 1, pela terceira rodada.

Então aconteceram dois fatos que mudaram o Tricolor: São Paulo e Grêmio fizeram uma troca, onde Luciano chegou ao São Paulo e Everton foi para o Grêmio. No dia seguinte, foi anunciada a rescisão do contrato de Alexandre Pato.

Everton
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

A estrela de Luciano brilhou logo na sua estreia, ao marcar o gol de empate do São Paulo contra o Bahia no Morumbi, partida que terminou em 1 a 1. E antes da partida contra o Sport, Daniel Alves e Neto trocam “palavras carinhosas” nas redes sociais…

Diniz pressionado, mudou o time contra o Sport ao colocar Bruno Alves e Arboleda no banco de reservas e viu o São Paulo vencer por 1 a 0. Com outro 1 a 0, mais uma vitória, desta vez em cima do Athletico, novamente com o brilho de Luciano. No Majestoso, mais uma vitória, desta vez nos acréscimos com um gol salvador de Brenner, 2 a 1 contra o Corinthians!

São Paulo x Corinthians
Foto: Rummens

A FPF definiu que o Paulistão Feminino retornaria no dia 30/09 e na volta do Brasileirão, o Tricolor venceu o Minas por 2 a 0. Nas quadras do Basquete, os reforços para o Paulista e NBB eram conhecidos: Bennett, Dawkins, Gerson, Isaac e Lucas Mariano.

Na política, a oposição definiu o seu candidato para concorrer contra Júlio Casares nas eleições de dezembro. Roberto Natel e Marco Aurélio Cunha disputaram as prévias, onde Roberto Natel foi o escolhido.

Casares e Natel
Fotomontagem

Setembro

Mais um mês corrido, com muitos jogos e emoções. Logo no começo do mês, uma derrota acachapante contra o Atlético-MG por 3 a 0, em um jogo marcado por mais um erro de arbitragem contra o Tricolor. Na sequência, boa vitória contra o Fluminense em casa, por 3 a 1.

Antes da Libertadores, dois empates: 1 a 1 contra o RB Bragantino em casa e 2 a 2 contra o Santos fora de casa, em um jogo que estava na mão do Tricolor. Pela Libertadores, dois péssimos resultados: empate no Morumbi por 2 a 2 contra o River Plate, que não jogava uma partida oficial desde março e um sonoro 4 a 2 para a LDU em Quito.

O São Paulo perdeu para a LDU na Libertadores por 4x2
Foto: Staff Images / CONMEBOL

Fernando Diniz deve permanecer no comando do Tricolor? Leco deixou claro que sim e que não faria qualquer mudança naquele momento. Ao mesmo tempo Diniz completava 1 ano à frente do Tricolor, um fato pouco comum no São Paulo desde 2009.

Pra fechar o mês, mais um empate, desta vez contra o Internacional, por 1 a 1, e a eliminação na Libertadores, após derrota por 2 a 1 contra o River Plate em Buenos Aires. Faltando 1 jogo para o final da fase de grupos, o Tricolor não tinha mais chances matemáticas de classificação.

São Paulo perde para o River na Argentina
Foto: Staff Images / CONMEBOL

No campo da política, o São Paulo elegeu 10 novos conselheiros vitalícios. Os candidatos à presidência Julio Casares e Roberto Natel apresentaram seus planos, há 3 meses do pleito.

Pelo Campeonato Brasileiro Feminino, o Tricolor seguia com bons resultados e fechou o mês na 5ª colocação. No Paulista de Vôlei Feminino, as meninas se classificaram para as semifinais do torneio, em busca do bicampeonato do torneio.

São Paulo/Barueri - Vôlei
Foto: Giulia Sperandio/SPFC Barueri

Outubro

Ainda de ressaca após a derrota e eliminação na Libertadores, o São Paulo empatou com o Coritiba fora de casa em 1 a 1 e alcançou 7 partidas sem vitórias. Com Diniz novamente balançando no cargo, o Tricolor venceu bem o Atlético-GO em casa por 3 a 0 e voltou a subir no campeonato.

Choque-Rei no Allianz, tabu de nunca ter vencido o rival lá, mas com o rival em crise. No fim, São Paulo 2 a 0 e fim do tabu!

Vitória Tricolor no Allianz Parque em cima do Palmeiras pelo Brasileirão
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Na estreia pela Copa do Brasil, o São Paulo foi até o Ceará e empatou em 3 a 3 com o Fortaleza pelas oitavas de final da competição. A decisão ficou para o Morumbi. Na sequência pelo Brasileirão, mais um empate, desta vez com o Grêmio no Morumbi.

Na melancólica despedida da Libertadores, goleada contra o Binacional por 5 a 1, em um jogo que mais parecia treino. No jogo que estava fácil, o São Paulo conseguiu tomar o empate do Fortaleza e a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil foi decidida nos pênaltis: com muito sufoco, o São Paulo eliminou o Fortaleza e seguiu vivo no sonho do título inédito.

São Paulo e Fortaleza se enfrentam pelo brasileirão na Arena Castelão
Foto: São Paulo FC

Com a eliminação da Libertadores na 3ª posição, o São Paulo se classificou para a Copa Sul-Americana e o primeiro confronto seria contra o Lanús, mais um clube que não disputava uma partida oficial desde março. Para não fugir do “novo-normal”, o São Paulo foi derrotado na Argentina por 3 a 2, sofrendo o último gol nos acréscimos.

Fora de campo, mas ainda no Morumbi, o nosso lendário estádio completou seus 60 anos no dia 02, data da primeira inauguração em 1960, na vitória contra o Sporting de Portugal por 1 a 0.

São Paulo - Morumbi
Foto: São Paulo FC

No dia 21, as meninas do futebol aplicaram uma histórica goleada por 29 a 0 contra o Taboão da Serra, pelo Paulista. Já o Vôlei feminino teve dupla-eliminação: para o Osasco nas semifinais do Paulista e para Minas nas quartas de final do Troféu Super Vôlei Banco do Brasil. Ainda nas quadras, mas do basquete, vitória na estreia do Paulista, contra o Pinheiros.

Novembro

Muitas decisões em novembro e o Tricolor começou o mês com uma sonora goleada contra o “time da moda” Flamengo, no Maracanã, por 4 a 1. O ambiente estava cada vez melhor, porém o São Paulo foi eliminado na Copa Sul-Americana, após abrir 4 a 2 contra o Lanús e sofrer o terceiro gol aos 47 minutos do segundo tempo…

São Paulo
Foto: Rummens

Sem ressaca pela eliminação da Sul-Americana, o São Paulo bateu o Goiás de virada pelo Brasileirão e novamente foi a Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo, desta vez pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com uma falha gigantesca do goleiro Hugo, Brenner sacramentou a vitória do Tricolor, na estreia do novo técnico rubro-negro: Rogério Ceni.

Brenner foi o autor dos dois gols do SPFC contra o Flamengo
Foto: São Paulo FC

Novamente contra o Fortaleza, mas agora pelo Brasileiro, vitória por 3 a 2 fora de casa, com grande atuação de Luciano. Na sequência, fechamos um agregado de 9 a 2 contra o Flamengo, após 3 jogos em 18 dias. Pela volta das quartas da Copa do Brasil, um 3 a 0 para não deixar dúvidas!

Dois empates pelo Brasileiro baixaram um pouco a bola do time: 1 a 1 contra o Vasco em casa e na sequência outro 1 a 1, desta vez fora de casa contra o Ceará. Na Bahia, importante vitória contra o Bahia por 3 a 1 e o Tricolor alcançou a vice-liderança da competição.

O futebol feminino do Tricolor acabou sendo eliminado nas semifinais do Brasileirão, após perder no agregado para o Avaí Kindermann por 3 a 2. No sub-20, O Tricolor foi eliminado da Copa do Brasil pelo Bahia, após derrota por 3 a 1. No Paulista da categoria, classificação para as oitavas de final. No Paulista de Basquete, o Tricolor perdeu para Franca e não se classificou para a final da competição.

O São Paulo perdeu para Franca hoje no NBB
Foto: Luis Pires / LNB

Dezembro

Chegamos ao último mês de 2020! Logo no começo o Tricolor despachou o Goiás por 3 a 0, pela partida adiada da 1ª rodada. Com a vitória, o Tricolor assumiu a liderança da competição. Com uma vitória simples (1 a 0) contra o Sport, o Tricolor manteve-se na ponta.

Com a goleada por 4 a 0 contra o Botafogo, o São Paulo conquistou o primeiro turno do Brasileirão, já que a partida havia sido adiada. Porém no final de semana, após uma péssima apresentação em Itaquera, o São Paulo foi derrotado pelo rival Corinthians por 1 a 0.

São Paulo perde para o Corinthians em Itaquera
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Sem deixar a peteca cair após a derrota no Majestoso, o Tricolor mostrou para o Atlético-MG quem é o líder e bateu os mineiros por 3 a 0 no Morumbi. Uma semana depois em Porto Alegre, derrota por 1 a 0 para o Grêmio na partida de ida pelas semifinais da Copa do Brasil.

Para fechar o ano nos gramados, importante vitória no Maracanã contra o Fluminense, com mais uma grande noite de Brenner, que só nesta temporada marcou 5 vezes no estádio carioca. Nas vésperas do ano novo (30), São Paulo e Grêmio decidiram a vaga para a final da Copa do Brasil e com um 0 a 0, o time de Diniz foi eliminado no Morumbi.

Confusão pós-jogo em São Paulo e Grêmio
Foto: Rummens

O futebol feminino do Tricolor fechou o ano perdendo a decisão da Copa Paulista nos pênaltis, após empatar com o Santos no agregado em 2 a 2. Apesar de não ter conquistado nenhum título, o jovem time do Tricolor teve um bom ano, com esperanças de um 2021 ainda melhor.

Outro jovem time feminino com esperanças para 2021, o São Paulo/Barueri fechou o ano com vitória na Superliga Feminina de Vôlei, após bater o Curitiba por 3 a 2. As comandadas do técnico José Roberto Guimarães encerraram o ano na 6ª colocação do campeonato.

Nas categorias de base, o time sub-20 do São Paulo caiu nos pênaltis nas oitavas de final do Paulista e foi eliminado pelo Comercial. Pelo Brasileiro, empate contra o Athletico na primeira partida das quartas de final e a decisão acontecerá em janeiro.

O basquete do Tricolor encerrou o ano com vitória contra o Paulistano pelo NBB, após vir de duas derrotas seguidas e termina o ano na 4ª colocação, com 11 vitórias em 15 jogos.

Muitas mudanças na política do clube: Olten Ayres Jr. foi eleito para a presidência do Conselho Deliberativo do São Paulo. Na sequência, Julio Casares confirmou o favoritismo e foi eleito o novo presidente do São Paulo para o próximo triênio (de 01/01/2021 até 12/2023). Com a eleição de Casares, Muricy Ramalho assumirá a coordenação de futebol em 2021 e nomes como Kaká e Zetti também foram sondados, mas ainda sem confirmação. Casares pediu e Raí permanecerá na diretoria de futebol até o final do Brasileirão em 24/02.

Casares é o novo presidente do São Paulo
Foto: Divulgação

Com certeza a grande notícia de dezembro de 2020 é o fim do mandato de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que deixa a presidência do clube após mais de 5 anos sem nenhum título, 16 eliminações seguidas e uma dívida astronômica. Vai tarde e não deixará saudades!

Leco - Presidente do São Paulo
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Números do São Paulo em 2020

  • Jogos: 54
  • Vitórias: 27
  • Empates: 15
  • Derrotas: 12
  • Gols Pró: 98
  • Gols Contra: 60
  • Saldo de Gols: 38
  • Aproveitamento: 59,3%
  • Competições: 5
  • Artilheiros: Brenner (22), Luciano (15), Pablo (11), Daniel Alves (7) e Reinaldo (7)
Brenner e Luciano
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Encerramento

É isso pessoal! 2020 não foi fácil, os últimos meses do ano foram intensos, com 2 jogos por semana. Muitas polêmicas, algumas eliminações traumáticas e uma recuperação inesperada, que deixou o Tricolor como líder do Brasileirão com 7 pontos de vantagem.

Esqueci alguma coisa? Passei por todo o histórico do Arquibancada Tricolor em 2020, infelizmente não dava para falar sobre tudo e todos, por isso o foco foi no futebol masculino profissional, destacando outros pontos sobre base, basquete, futebol feminino, vôlei e política.

Qual foi o grande momento do São Paulo em 2020 para você? Para mim foi o 4 a 1 contra o Flamengo em 01/11. Ali o elenco mostrou que poderia lutar por coisas maiores. Brenner mostrou que é o camisa 9 que não temos a tanto tempo e Volpi afastou os olhares desconfiados de grande parte da torcida (inclusive o meu), ao defender dois pênaltis.

Confira também a nossa retrospectiva em vídeo:

Até 2021!