Foto: Marcos Ribolli

Na noite de quinta (16), a partir das 19h30, os conselheiros do São Paulo se reuniram virtualmente para debater as polêmicas alterações no estatuto vigente do clube. O intento durou aproximadamente duas horas, porém o resultado objetivo só terá esvaído seus efeitos no dia de hoje, pois a votação dos pontos é virtual e apenas finalizada às 17h.

Em pauta, 16 pontos sensíveis de alterações no estatuto. Cada um desses destaques precisa de exatos 128 votos de conselheiros para serem aprovados. Após essa deliberação, chega a vez dos associados do clube, que participarão do pleito com o aval final.

A reunião de ontem contou com a presença virtual de 180 conselheiros. Mesmo sem ter como se fazer presente para incomodar a as tratativas, pela sua característica remota, parte da torcida foi aos arredores do Morumbi entoar cânticos de protesto e denunciar aquilo que considera como golpe em andamento no clube. Depois de um tempo, os insurgentes foram para as arquibancadas do jogo da NBB para ressoar os protestos.

Torcedores pedem a separação entre o social e o futebol do São Paulo.

A oposição chegou a judicializar a questão, ao propor uma demanda com pedido liminar para sustar a votação da reunião extraordinária. O pedido, entretanto, foi indeferido pela 13ª Vara do Butantã e o recurso, negado. O principal ponto de divergência está na alteração que retoma a possibilidade de reeleição da presidência do clube – além da redução do quórum mínimo deliberativo.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorSão Paulo cria lista de reforços que tem Pedro como mais bem avaliado
Próximo PostCBF atualiza ranking de clubes; São Paulo é o sétimo
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.