Clássico paulista e cheio de histórias, o SanSão deste final de semana será um marco no futebol brasileiro. Para promover a paz entre as torcidas, a Brahma irá promover uma ação inédita no Brasil, idealizada agência África, neste final de semana, para o confronto válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2016: os clubes vão compartilhar o mesmo ônibus no trajeto para deste domingo (26), às 16h (de Brasília, no Pacaembu). Os jogadores e técnicos das duas equipes estarão no veículo e chegarão juntos ao estádio municipal.

E quando a bola rolar, só um resultado positivo interassará aos dois times, que lutam por uma vaga no G-4. O São Paulo ocupa a sétima colocação, com 15 pontos, e terá pela frente um adversário que está no sexto lugar, com 16. Por isso, além da tradicional rivalidade, o embate é encarado com seriedade pelos são-paulinos. Essa ação é para mostrar ao torcedor que a rivalidade fica só dentro de campo”, afirmou o volante Hudson, que está novamente à disposição após se recuperar de lesão muscular.

“Não tem coisa mais bonita do que um jogo bem jogado e uma torcida gritando de um lado, e outra do outro. Quando acaba o jogo, cada um vai para sua casa, são seres humanos. Quando o torcedor entender isso, as coisas vão mudar no futebol brasileiro. Acho extremamente triste uma situação dessa. Um clássico de torcida única”, acrescentou o jogador, que é uma das novidades do técnico Edgardo Bauza para o clássico.

Com as voltas de Calleri, Carlinhos e Hudson, Patón relacionou 22 jogadores para o 300º clássico com o Santos na história dos clubes. O centroavante argentino cumpriu suspensão diante do Sport (0 x 0) na última quinta-feira (23) após ser expulso diante do Flamengo (2 x 2). O camisa 12 é o artilheiro do Tricolor na temporada, com 13 gols, e da Libertadores da América deste ano, com oito. Já o volante Hudson está recuperado de um estiramento na coxa esquerda que o tirou dos últimos oito jogos – desde o confronto com o Internacional (1 x 2) no dia 22 de maio, no Morumbi.

O lateral-esquerdo Carlinhos poderá ter a oportunidade de estrear na competição nacional deste ano. A última partida do polivalente jogador foi no dia 30 de março, no empate com o Linense por 1 a 1 pelo Campeonato Paulista. Nesse período, o camisa 6 sofreu duas lesões musculares, que o deixaram sob os cuidados do Departamento Médico e fora dos últimos 20 jogos. O jovem Caíque, de 18 anos, revelado no CFA e multicampeão com a Seleção Brasileira Sub-15 e Sub-17, fecha a lista com novidades. O lateral-esquerdo, que treinava normalmente no CT da Barra Funda nos últimos dias, está relacionado pela primeira vez na carreira para defender o profissional.

Apesar das boas notícias, o Tricolor terá uma série de desfalques: Lucas Fernandes, Breno e Wellington (cirurgias de ligamento cruzado), Wesley (estiramento na coxa direita), Mena (estiramento no músculo posterior da coxa direita), Renan Ribeiro (lombalgia) e Kelvin (estiramento no músculo da coxa esquerda). Além deles, Centurión foi liberado pelo clube para retornar ao seu país natal e acompanhar a sua avó, que foi hospitalizada. Já Thiago Mendes, com fadiga muscular – sem lesão – foi preservado pela comissão técnica.

SANTOS x SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 26/06/2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabriel e Rodrigão. Técnico: Dorival Júnior.

SÃO PAULO: Denis; Mateus Caramelo, Maicon, Rodrigo Caio e Matheus Reis; João Schmidt, Artur e Ytalo; Michel Bastos, Luiz Araújo e Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

Let’s block ads! (Why?)