Eduardo Rodrigues

O São Paulo foi ao Allianz Parque pressionado. O time via a zona de rebaixamento próxima e precisava desesperadamente de uma vitória. Para conseguir, o São Paulo mudou, Rogério usou a formação 4-4-2 e contou com a volta de Arboleda, que jogou ontem na Seleção do Equador e ainda assim entrou em campo nesta quarta.

Mesmo com todos os indícios negativos e a pressão, o São Paulo fez uma grande partida e venceu o Palmeiras por 2×0. Com os gols marcados por Gabriel Sara e Luciano, a equipe voltou a conquistar três pontos na competição nacional e subiu na tabela.

Mais do que a subida de posição, o clube viu a diferença para o Z4 retornar a cinco pontos. Caso o clube não conquistasse os três pontos, iria ficar dependendo da partida do Bahia, que enfrenta o Sport nesta quinta-feira, em Recife.

O jogo mostrou que o time entendeu a necessidade de brigar contra a zona de rebaixamento. Desde o primeiro momento, o São Paulo mostrou muita dedicação para segurar o impeto do Palmeiras e ganhar boa parte das divididas. O time também mostrou muita organização com o trio de meias formados em Cotia – Nestor, Igor Gomes e Gabriel Sara novamente fizeram uma grande partida contra o Alviverde (assim como no Paulistão).

O primeiro gol da equipe foi um golaço de Gabriel Sara. Após pressão e recuperação de bola de Luciano, o camisa 21 acertou um lindo chute para vencer o goleiro Weverton. Na comemoração, os são-paulinos mostraram muita vibração – fato comum ao longo da partida desta quarta. O Palmeiras tentou responder mas a equipe Tricolor segurou e levou a vantagem ao intervalo.

No segundo tempo, o time seguiu com a mesma postura. A aposta de Ceni para o jogo, Vitor Bueno, funcionou e o jogador fez uma boa partida criando oportunidades de gol. O jogador mostrou cansaço e foi a primeira troca de Ceni. Minutos depois, com o oxigênio de Marquinhos, o São Paulo pressionou o Palmeiras e Luciano marcou após erro de Patrik de Paula. O gol foi um alívio para o camisa 11, que vinha em uma grande sequência sem marcar.

Após o segundo gol, Rogério Ceni mudou o time para manter a intensidade. Com jogadores titulares no banco, o treinador Abel Ferreira mexeu e o Palmeiras teve o controle na posse de bola, porém, não foi produtivo e Volpi pouco participou.

Com a vitória, o São Paulo foi aos 41 pontos em 33 jogos e respira aliviado. O time precisa de mais quatro pontos para chegar ao número mágico de 45 pontos e finalmente escapar de vez da zona de rebaixamento.

No próximo duelo, o time de Rogério Ceni encara o Athletico-PR na próxima quarta-feira (24), às 21h30, no estádio do Morumbi.

Ficha Técnica

PALMEIRAS 0 x 2 SÃO PAULO
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 17/11/2021 (quarta-feira)
Horário: 20h30

SPFC: Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Miranda e Reinaldo (Léo, 32/2); Rodrigo Nestor (Gabriel, 27/2), Igor Gomes e Gabriel Sara; Vitor Bueno (Marquinhos, 12/2), Luciano (Benitez, 32/2) e Rigoni (Eder, 32/2). Técnico: Rogério Ceni

Gols: Gabriel Sara, 23/1; Luciano, 15/2

SEP: Weverton; Marcos Rocha, Kuscevic, Renan e Jorge; Matheus Fernandes (Raphael Veiga, 22/2), Patrick de Paula (Zé Rafael, 30/2) e Danilo; Breno Lopes (Gustavo Scarpa, 22/2), Luiz Adriano (Rony, 22/2) e Willian (Wesley, 18/2). Técnico: Abel Ferreira

Cartões amarelos: Patrick de Paula, 41/1; Vitor Bueno, 11/2; Eder, 36/2

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Quarto Árbitro: Matheus Delgado Candançan (SP)
Analista de Campo: Jose Henrique de Carvalho (SP)
Árbitro de Vídeo: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
AVAR: Diogo Carvalho Silva (RJ)
Observador de VAR: Ana Paula da Silva Oliveira (SP)

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe o que de melhor acontece no São Paulo FC: 
Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Conheça a nossa Loja

Post anteriorTricolor encara o SKA Brasil, por vaga na próxima fase do Paulistão Sub-17
Próximo PostLuciano: “Muita dedicação da nossa parte”
Pedro Vinicius, 24 anos e sou de São Paulo. Formado em jornalismo e especialista em jornalismo esportivo sou apaixonado por futebol desde sempre.