São Paulo demite quatro da comissão e foca em reestruturação para 2020

Já pensando no planejamento de 2020, o São Paulo demitiu quatro integrantes da comissão técnica com o foco em mudar a metodologia de trabalho para o ano que vem, começando em ter uma nova “área da saúde”.

Com isso, foram demitidos:

  • Wellington Valquer – preparador físico
  • Henrique Martins – preparador físico
  • Altamiro Bottino – coordenador científico
  • Marco Aurélio Melo – fisiologista

Com essa reestruturação, a diretoria Tricolor fez a contratação de Luís Fernando de Barros, que era fisiologista do Santos há cerca de dez anos, trabalhando por exemplo, com a geração de Neymar. Ele é especialista em medicina esportiva pela UNIFESP – EPM, especialista em medicina do esporte pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte e médico associado do HCor (hospital do coração de São Paulo).

Permanecem no clube os médicos José Sanchez (no departamento médico profissional há 36 anos), Tadeu Moreno (médico cirurgião e ortopedista que entrou no futebol ao longo do ano, no lugar de Auro Rayel, hoje na base) e Luís Fernando de Barros, ambos vão chefiar a área de saúde. O trio terá o mesmo nível de hierarquia.






Então, após estas demissões, o São Paulo passa de quatro para dois preparadores físicos: Pedro Campos e Wagner Bertelli. O fisiologista Renan Dias também permanece no clube.

Com essas mudanças, o objetivo é fazer com que o Reffis do São Paulo entre em uma nova fase, tendo mais presente e ativa a figura do coordenador científico.

Fonte: Marcelo Hazan / Globo Esporte
Foto: Érico Leonan / São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: