São Paulo garante duas vendas e respira na parte financeira
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

O São Paulo vive momentos delicados na parte financeira. O clube atravessa uma dívida de 600 milhões de reais e a direção de Julio Casares prometeu nas eleições que planejaria uma forma de equacionar parte da dívida.

Nos últimos jogos o time voltou a ter bilheteria, porém, ficou por quase dois anos sem receber o valor da entrada da torcida no estádio, com isso, o time precisou angariar fundos através das vendas de jogadores.

Hoje (29), o time anunciou a venda de Paulinho Bóia. O clube deve receber 1,6 milhão de euros (R$ 10,4 milhões) por 75% dos direitos econômicos do jovem revelado em Cotia – além do valor, o time ainda terá 25% de uma venda no futuro.

Outro jovem que renderá um bom valor ao São Paulo é Helinho. O jovem meia está emprestado ao Red Bull Bragantino e o bom desempenho fará com que a equipe do interior de São Paulo exerça a cláusula de pagamento. A equipe de Bragança irá desembolsar R$ 23 milhões ao São Paulo para ter 80% dos direitos econômicos do atleta. Assim como na venda de Boia, o Tricolor seguirá com 20% de uma futura venda.

A soma das vendas renderá R$ 33,4 milhões de reais ao clube. O time ainda tem outros jovens no elenco e podem render um bom valor ao time. No time titular, os jovens Luan, Liziero, Gabriel Sara e Igor Gomes podem ser vendidos.

A gestão de Casares terá uma obrigação de R$ 75 milhões devido as contratações de Jonathan Calleri, Emiliano Rigoni e Gabriel Neves. Além disso, o clube terá que pagar o empréstimo de Benítez (e caso conclua a contratação terá um novo valor) e as rescisões de Dani Alves e Hernanes.

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe o que de melhor acontece no São Paulo FC: 
Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Conheça a nossa Loja

Post anteriorArboleda: “Temos que nos adaptar rápido ao trabalho de um treinador”
Próximo PostBasquete Tricolor bate o Brasília e conquista primeira vitória no NBB
Pedro Vinicius, 24 anos e sou de São Paulo. Formado em jornalismo e especialista em jornalismo esportivo sou apaixonado por futebol desde sempre.