São Paulo perde e se complica demais na Libertadores

O São Paulo perdeu por 2×0 para o Talleres nesta quarta à noite em Córdoba, pela Libertadores da América.

Fazendo sua estreia na competição, o técnico André Jardine optou pela experiência no time titular e o Tricolor começou com Hernanes e Nenê, além de Hudson e Jucilei.






Na primeira etapa, o São Paulo conseguiu controlar o ímpeto inicial dos donos da casa e não levou sustos.

A equipe se defendeu bem e ainda conseguiu chegar no ataque com algum perigo em três oportunidades, uma com Nenê e duas com Hudson, o melhor em campo no primeiro tempo.

O que preocupou um pouco, foram os cartões amarelos de Pablo e Hernanes. O camisa 15 sentiu a falta de ritmo e pouco apareceu na primeira metade da partida.

Jucilei e Bruno Peres destoaram do restante e fizeram uma partida muito ruim até aquele momento.

No segundo tempo

A equipe voltou sem alterações e o São Paulo começou sofrendo alguma pressão com ataques pelo lado esquerdo de sua defesa com espaços deixados por Reinaldo.

Aos 12 minutos, o castigo pela apatia: Após uma bola alçada na nossa área, toda a defesa ficou desatenta, acompanhando de longe e no rebote, um golaço do Talleres.

Golaço de Ramires: Talleres 1×0

Pouco depois, Hudson leva amarelo após cometer falta na lateral da grande área.

Aos 20 minutos, após ver o time todo atrapalhado e bagunçado depois de levar o gol, Jardine tira Nenê e coloca Diego Souza.

O time continuou sem nenhuma efetividade no ataque e aos 30 ainda leva outro susto com um belo chute de fora da área e defesa de Volpi.

No minuto seguinte, após cruzamento na área, Pablo chapa para o gol e a bola passa muito perto. Seria o empate do Tricolor.

Time desorganizado e sem força de reação

O time do São Paulo não conseguiu se ajustar em campo e ainda aos 35, Hudson comete uma falta no meio de campo e foi expulso. O que era caótico, fica pior.

Para tentar fechar o time, Jardine tirou Hernanes (visivelmente sem condições físicas) e colocou Willian Farias.

O time mostra a falha de outros jogos, sem padrão tático, sem armação, com atacantes isolados e dois volantes dando chutões e tentando fazer algo. Um time completamente perdido, incapaz de assustar um adversário.

Novo castigo

No final do jogo, quando a derrota por 1×0 era até lucro, Pochettino amplia o placar trágico para o São Paulo.

Pochettino amplia para o Talleres

Jardine vai ter que mostrar muito mais do que fez até hoje para tentar reverter esse péssimo cenário do São Paulo no jogo de volta no Morumbi.

Péssimo, desorganizado, apático, frouxo, incapaz e inofensivo.

Quem sabe os conselheiros que foram no AeroLeco não possam entrar em campo e reverter o placar na semana que vem né?

Comente com sua conta do Facebook: