São Paulo perde no último teste antes da Libertadores

O São Paulo entrou em campo nessa noite contra a Ponte Preta para seu último teste antes do decisivo jogo contra o Talleres pela Libertadores.

Jardine escalou a maioria dos titulares que devem jogar na quarta, mas improvisou Araruna na direita, mais uma vez, dando um descanso para Bruno Peres.

Além dessa mudança, Hernanes foi escalado mais recuado, ao lado de Willian Farias, enquanto Nenê seria o responsável por armar o time, que tinha no ataque Everton, Antony e Gonzalo.

Tivemos um primeiro tempo horrível, sem nenhuma criatividade do time e praticamente, nenhum chute a gol por 45 minutos. O que Jardine imaginou, não funcionou de nenhuma forma e o time estava muito irritado em campo.

Segunda etapa

Sem alterações, não dava pra esperar nada de diferente.

Sem nenhum chute a gol por 20 minutos, com os pontas muito abertos e isolados, Jardine decide tirar Hernanes e colocar Igor Vinicius. Pouco depois, colocou Diego Souza no lugar de Gonzalo.

Jardine fez outra alteração, colocando Biro-Biro no lugar do também inoperante Everton, buscando alguma reação na equipe.

Castigo merecido

Aos 33 minutos, vendo que o São Paulo era mais inofensivo que um time Sub-11, a Ponte arrumou um escanteio e inaugurou o placar com gol de cabeça de Hugo Cabral no meio da nossa defesa e na pequena área.






Hugo Cabral abre o placar

Não há o que dizer mais sobre o jogo, porque continuou tudo a mesma coisa. Um time inoperante, inútil e morto-vivo em campo.

Jogando esse futebolzinho de 5ª categoria, o São Paulo não tem NENHUMA chance de passar pelo Talleres na quarta-feira.

Se esse era o teste para a Libertadores na quarta, nós estamos F*****!

Comente com sua conta do Facebook: