São Paulo terá que pagar rescisão CLT de Dani Alves em setembro
Foto: Miguel Schincariol / São Paulo FC

Clube acordou com o lateral que o pagamento da dívida de R$ 18 milhões seria efetuada em 2022, mas jogador exigiu um valor inicial

O São Paulo anunciou na última quinta-feira a rescisão de contrato de Dani Alves. O clube chegou a um acordo com o staff do lateral para efetuar o pagamento da dívida de R$ 18 milhões em 60 meses e o negócio foi selado com o lateral livre para assinar com outro clube no Brasil. O acordo ainda prevê o começo do pagamento em 2022.

Porém, o clube terá que desembolsar um valor ainda em setembro para Dani. Segundo o blog do Perrone (UOL), clube e jogador viveram um impasse no último momento de negociação, já que o lateral queria receber uma “entrada” de pagamento.

A resolução encontrada pelo São Paulo, que vive um enorme problema financeiro, foi efetuar os pagamentos das verbas rescisórias de CLT do ex-camisa 10. Em contrapartida, o jogador abriu mão de receber os valores relativos a salários até o fim de 2021.

No valor acordado, o Tricolor terá que pagar a Dani: multa de 40% sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e férias e 13° salário proporcionais, além de poder levantar a quantia referente ao FGTS. O pagamento segundo o blog do Perrone deve ser concluído em 10 dias.

Com o acordo realizado, a diretoria de Julio Casares entende que o clube terá uma economia de R$ 27 milhões, referente aos salários e bônus que o jogador tinha direito. Ainda segundo o blog, a diretoria Tricolor confirmou que os vencimentos de Dani Alves estavam em dia, mas atrasou pagamentos do que chama de compra de direitos econômicos vendidos pelo atleta.

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe o que de melhor acontece no São Paulo FC: 
Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – BetChamps
Conheça a nossa Loja

Publicidade
Post anterior‘Fortaleza’ sofre e trio de zaga conhece duas derrotas seguidas
Próximo PostCaminho para a América. São Paulo traça estratégia por Libertadores
Pedro Vinicius, 24 anos e sou de São Paulo. Formado em jornalismo e especialista em jornalismo esportivo sou apaixonado por futebol desde sempre.