São Paulo x Grêmio terá arbitragem polêmica

Duelo de Tricolores pelo Brasileirão será apitado por árbitro envolvido em polêmica com o São Paulo

Um jogo repleto de gols, mas também de polêmicas. Com quatro expulsões e um possível pênalti não marcado a favor do São Paulo nos minutos finais da partida contra o Fortaleza, a arbitragem também esteve em pauta no confronto de ontem (14) válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

O reencontro do Tricolor com o Rodolpho Toski Marques, árbitro desse jogo, aconteceria já no sábado, quando o São Paulo recebe o Grêmio, no Morumbi, às 21h, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, visto que ele estará no comando do VAR. No entanto, ele foi substituído por Elmo Albes Rezende Cunha.

Já o árbitro de campo desse duelo de Tricolores será Rafael Traci, o mesmo que estava responsável pelo VAR no jogo entre Atlético Mineiro e São Paulo, quando foi anulado um gol do Luciano, alegando-se impedimento.

Foto: Ceará SC

Essa semana, o Leonardo Gaciba, presidente da comissão de arbitragem da CBF, admitiu o erro na utilização do VAR nesse lance.

Foto: Reprodução / Premiere

Voltando ao jogo do Fortaleza, o técnico Fernando Diniz falou sobre a atuação da arbitragem na partida:

“Achei a arbitragem muito confusa. Diferente da arbitragem de sábado, que adotou um critério no jogo contra o Palmeiras, levando o jogo marcando poucas faltas, hoje tinha um critério de não marcar muitas faltas e, conforme o jogo vai se desenvolvendo e as coisas vão acontecendo, o critério vai mudando. O lance do Felipe Alves era para mim muito claro, que não precisava do VAR. Foi solicitar o VAR e demorou 11 minutos. O acréscimo jamais poderia ser de nove minutos, só de VAR foram 11. À frente do placar, o Fortaleza também ficou retardando o jogo, mais as substituições, e aí ele dá nove. Tinha que ser no mínimo 11, coisa matemática, e mais dois, três ou quatro”.

E completou:

“A minha reclamação foi essa. Ele já tinha dado nove minutos, começaram a retardar o jogo bem na minha frente, e eu reclamei do tempo. Ele veio na minha direção e eu disse: ‘Só estou reclamando do tempo, de mais nada’. Me falou que minha expulsão foi por conta da insistência da reclamação”.

Antes mesmo da partida de ontem, o diretor executivo, Raí, e o gerente de futebol do São PauloAlexandre Pássaro, tinham uma reunião marcada para hoje (15) com o Leonardo Gaciba e com o Manoel Flores, diretor de competições da CBF para falar sobre o lance polêmico do gol do Luciano contra o Atlético Mineiro e das datas dos jogos do Tricolor nos próximos meses.

Segundo o jornalista da ESPN, Eduardo Affonso, Gaciba reconheceu que os acréscimos do jogo contra o Fortaleza foram aplicados de maneira equivocava. Você confere abaixo ou clicando aqui.

Já outro assunto também discutido foi a coincidência de tanto o árbitro de campo (Rafael Traci) como o do VAR (Rodolpho Toski Marques) do confronto com o Grêmio na próxima rodada do Brasileirão já terem se envolvido em algum tipo de polêmica em jogos do São Paulo.

Por isso, que o comando do VAR da partida de sábado foi trocado, já o de campo com Rafael Traci foi mantido.

O Tricolor Paulista enfrenta o Tricolor Gaúcho pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro no sábado (17), às 21h, no Morumbi.

Fonte: ESPN
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: