Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O presidente Júlio Casares concedeu uma longa entrevista ao Central do Mercado, do Globo Esporte. Nela, falou sobre contratações, reestruturação do clube, sua relação com Rogério Ceni e alguns jogadores em específico. Entre eles está Pablo, a quem elogiou bastante, mas afirmou que o atleta não mais faz parte dos planos do São Paulo para o futuro.

Casares escolheu bastante as palavras para tratar de Pablo Felipe. Atribuindo a sua contratação astronômica à antiga gestão, afirmou que o jogador foi importante ao longo do ano de 2021 e que é um trabalhador exemplar. Ele informou que o atleta está se recuperando da covid-19, e que a intenção de todos é fazer com que ele recupere o futebol que o fez se destacar no Athletico. Mas o descartou para o futuro do clube.

O Pablo foi contratado pela antiga gestão por uma cifra que é a maior da história do São Paulo Futebol Clube. Isso não significa que ele não contribuiu. Ele contribuiu, sim. Mas, no momento, ele não faz parte dos planos para o futuro. E o São Paulo está querendo resolver isso“, enfatizou o presidente.

O mandatário tricolor disse respeitar a posição do centroavante, que teria rejeitado ofertas importantes como as do Ceará e do Santos. Com relação à do clube cearense, em específico, Júlio afirmou que Pablo seria cedido e o time de Fortaleza arcaria com o seu salário integralmente. Contudo, o jogador recusou a proposta, o que decretou o fim da negociação.

Ele não quis o Ceará, teve Santos, também não quis. Esperamos que o que vier seja bom para a instituição“, afirmou Casares.

Sobre o fato de o jogador abrir mão de 15 milhões a que tem direito, o presidente disse que ele e o diretor Rui Costa trabalham para que haja um acordo que seja bom para ambas as partes. E que as conversas, nesse sentido, estão se encaminhando para uma conclusão.

Nossa área de futebol, que hoje conversa com o pai do Pablo, que representa o atleta, está trabalhando nesse sentido – de que a gente consiga fazer um bom acordo. É claro que os cuidados devem ser exaustivos para proteger a instituição, que já investiu 26 milhões de um grande jogador, que tem tudo para voltar a brilhar. Não é demora. Não é dizer se é bom ou ruim. O resultado deve ser bom na avaliação das partes“, completou Casares.

Confira a entrevista completa do presidente abaixo ou clicando aqui.

Post anteriorCasares descarta Bruno Viana, Ocampo e Ferreirinha: “Não tem nada, nada, nada”
Próximo PostVitor Bueno não treina e pode deixar o Tricolor nos próximos dias
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.