Sem aliviar: Quais os culpados?

Estamos na fossa.
Não há uma saída a curto prazo para fazer o São Paulo voltar a brigar por títulos. E todos são culpados, por isso não basta sair apenas um.

Sendo curto e grosso nesse texto, onde está a parcela de culpa de cada um nesse momento?

Jogadores

Como que um elenco caro desses consegue passar 90 minutos de uma partida ser dar um mísero chute a gol?
A apresentação do São Paulo contra a Ponte Preta foi uma das coisas mais vergonhosas e nojentas na história do clube.

Um time inofensivo, preocupado com mídias sociais e suas imagens, que adora um futmesa e a resenha, mas parece usar o resort da Barra Funda apenas para passar um tempo na semana.

Alguns jogadores notoriamente tem talento e qualidade, mas estão andando em campo e sem a mínima condição de jogo.

Outros que não deveriam nem mesmo vestir a camisa do São Paulo, mas chegaram ao clube, seja por esquema de empresários, seja por incompetência da gestão que os contratou, fazem número nesse elenco. Comem e dormem apenas.

Independente de padrão tático, como um jogador passa 90 minutos errando passes de 2 metros e não dando UM CHUTE a gol?






É preciso mudar e negociar, emprestar, doar, fazer alguma coisa com esses sanguessugas que vão se aproveitando do clube e que parece, serem impostos a continuar no time, pois não saem.

Com a saída de Aguirre, nós falamos aqui no AT por diversas vezes que não adiantaria nada, pois há jogadores que teriam o mesmo comportamento com outro treinador. Dito e feito.

Jardine

Uma aposta que não deu certo.
Vitorioso na base e profissional competente, mas queimou etapas e tem sua culpa por ter aceito o desafio que não tem ainda capacidade de encarar.

Não tem controle sobre o time, parece ter medo de confrontar os medalhões e não manteve suas convicções que deram certo na base, nem mesmo para usar os garotos da base que conhece tão bem.

Não deu padrão ao time, não conseguiu criar variações táticas e teve tempo para ao menos fazer o time ter uma identidade. Não o fez.

Insiste com improvisos, incoerências nas escalações e por mais que tenha sido ou esteja sendo fritado por jogadores que não o respeitam, deveria ter mais culhões.

Pagará com sua demissão em breve.

Raí

Igualmente não tem experiência para esse cargo e também leva a pressão pelos resultados ruins, fazendo algumas escolhas ruins (incluindo aqui, o treinador).

Fez algumas contratações muito boas e agiu de forma ética nos casos que tivemos conhecimento (Scarpa, por exemplo). Também contratou mal e queimou dinheiro em jogadores que não vieram para resolver.

Mostrou convicção no trabalho de Jardine, bancando essa aposta e se o treinador cair, sairá junto ou mais uma vez fará a demissão como fez com Dorival e Aguirre?

Leco

O maior símbolo de todas as derrotas, humilhações e jejum de títulos dos últimos anos.

Veja: Não temos nada contra a pessoa, sempre muito educado e cordial com todos, mas um fraco gestor em nossa visão.

Usa o discurso de ter assumido um clube com os cofres endividados, mas fez parte da gestão Juvenal, Aidar e navegou na onda de todas as administrações que detonaram o São Paulo FC.

Não honra suas promessas ao queimar treinadores e contratar ídolos que não estavam preparados ou no momento de assumirem cargos no clube e assim, direta ou indiretamente se blinda de críticas da grande massa que acredita que presidente não entra em campo, mas desconhece que suas decisões, em médio e longo prazo, respingam nas quatro linhas.

Usa de influência e táticas para trazer seus opositores a cargos que tanto desejam (pois muitos se vendem por uma viagem ou carteirinha de algum cargo).

Apoia e se aproxima de organizações e influentes que o blindam de críticas, “resolvendo” todos os problemas demitindo mais um treinador ou trazendo algum salvador para evitar que o São Paulo seja rebaixado ou que lembrem de seu nome.

Conselheiros

Esses talvez sejam os maiores culpados, pois boa parte deles colocaram Leco no poder, assim como colocaram Aidar e aprovaram o 3º mandato de Juvenal Juvêncio.

Muitos deles, mudam de lado conforme a maré e conforme as ofertas de benefícios aumentam, como ratos que pulam do barco quando está afundando ou quando buscam restos de comida.

Boa parte desses conselheiros não são capazes e não estão interessados em criar uma oposição de verdade para tirar essa gestão ineficaz atual. Se interessam apenas se os azulejos das piscinas estão em ordem, ou se suas cadeiras cativas estão sendo usadas por outros.

Como sairemos disso?

Não sei dizer. Sinceramente não vejo nenhuma perspectiva para curto ou médio prazo.

O São Paulo precisa de uma intervenção, de alguma forma. Se fosse possível a desassociação entre o futebol e o clube social, talvez seja um avanço.

Mas como propor a quem é mais beneficiado por isso, que votem por uma mudança? Jamais vai acontecer.

Ou o São Paulo abre portas para um “Paulo Nobre” que compre o cargo e gestão do clube, reformulando tudo e profissionalizando departamentos e demitindo funcionários incompetentes e eliminando os conselheiros que pouco sabem o que fazem lá, ou nada muda.

Você pode dizer “Outros clubes também tem gestões ruins e corruptas, mas ganham dentro de campo”. Sim, é verdade.
Mas repare que nesses clubes, há uma figura que manda e delega funções a outros que entendem minimamente do que estão fazendo.

Isso não acontece no São Paulo há anos. Um clube que é um cabide de empregos, que tem alguns cargos preenchidos por pessoas que não tem nada a ver com as funções e que não são cobrados por resultados, sem metas e sem compromisso com a instituição.

Parece que isso não tem nada a ver com o futebol pífio apresentado em campo, certo? Mas tem muito.

Uma gestão ruim, com decisões erradas ano a ano e interrompendo trajetórias por pressões de pessoas de dentro do clube ou por darem ouvidos a quem não deve ser ouvido, destrói ídolos, contrata mal, vende a rodo, não aplica o dinheiro corretamente, se endivida, perde respeito, é fraca nos bastidores e por fim, espanta a vinda de bons jogadores.

O São Paulo é um paciente em estado grave e precisa de cura.

Comente com sua conta do Facebook: