São Paulo busca defender título pela primeira vez em 16 anos
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Após sair derrotado do Choque-Rei neste domingo (03), válido pelo segundo jogo da final. O São Paulo foi vice campeão Paulista e se contentou somente com a premiação de R$ 1.15 milhão, conforme informação do site MKT Esportivo.

Mesmo atuando muito abaixo da média na partida de hoje, Rogério Ceni explicou que as derrotas servem de lição para as competições futuras e reconheceu que o São Paulo teve méritos e mereceu estar entre as duas melhores equipes do Paulistão. 

“A vida é feita de vitórias e derrotas, não é um mar de rosas. Perder é dolorido, não era o que a gente pensava, resultado muito elástico, mas temos que nos fortalecer nas derrotas. Saber que temos méritos para chegar até aqui, mas falhamos como time hoje, não colocamos o quadro na parede de bicampeão paulista. Que eles continuem competindo, se dedicando, que eles têm que fazer o São Paulo melhor do que o ano passado”, disse.

Superação até a final

Ceni também analisou a superação do time em chegar a final, eliminando o Corinthians na semifinal e demonstrando superioridade ao Palmeiras no primeiro jogo da final, de modo que surpreendeu a mídia esportiva, os torcedores são paulinos e rivais “Ninguém acreditava que a gente ia jogar essa final. Coisas importantes foram realizadas. O que esse time podia fazer, fez. Tristeza por não poder comemorar o título, mas orgulho de ter chegado até aqui. Não é dia de caçar culpados”, comentou o treinador.

Entretanto, enfatizou que o time ainda precisa melhorar para bater de frente com o rival Alviverde e elogiou a continuidade do trabalho de Abel desde outubro de 2020 à frente do Palmeiras. “Palmeiras chegou a mais uma final, trabalho longínquo, acreditando no trabalho do treinador, igual outras equipes. Óbvio que precisamos de melhoras para competir com eles”.

A entrada de Arboleda

Por fim, Ceni explicou o porquê colocou o zagueiro equatoriano Arboleda no início do segundo tempo da final. “O time vinha bem com Léo e Diego, e o Welington ficou perdido com a marcação no primeiro tempo, tomou uma pancada. O Léo tem uma consistência maior defensiva, Dudu vinha dando trabalho por ali. Foi uma substituição que foi mais para corrigir defensivamente, mas com poucos minutos o Palmeiras faz 3 a 0 e prejudica bastante”, finalizou.

O próximo desafio do São Paulo é a estreia na Copa Sul-Americana contra o Ayacucho, no Peru, na quinta-feira (7), às 21h30, com transmissão da Conmebol TV.

Post anteriorCeni analisa atuação no Choque-Rei e menciona o lado emocional e a juventude dos jogadores do SPFC
Próximo PostJogos do São Paulo: Confira a agenda da semana (de 04/04 a 10/04)
Pedro Soares é formado em jornalismo e são paulino desde seu nascimento. Apaixonado por futebol nacional e internacional, não dispensa uma boa música, principalmente, se a playlist tocar Rock n' Roll.