Benítez
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Pablo, Eder, Luciano, Rigoni, Rojas e Galeano já atuaram no setor, mas São Paulo ainda não conseguiu deslanchar nas finalizações

O setor defensivo vem sendo um problema gigantesco para Crespo. O time passou a sofrer 115% a mais de gols. Mas não é só esse setor que causa problemas. O ataque do time parou de funcionar depois do Paulistão e desde então a equipe marcou 12 gols, porém, 9 desses foram marcados contra o 4 de Julho, precisando de 19 finalizações para marcar um gol em média.

Eder e Rigoni
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

No Brasileirão, são apenas 3 gols em 6 jogos. Eder contra a Chapecoense e Benítez e Sara contra o Cuiabá marcaram mas para isso, o time precisou finalizar 57 vezes contra os gols adversários.

Segundo dados do Footstats, o time é o 2º da competição que mais finaliza para marcar um gol (apenas o América-MG tem desempenho pior que o Tricolor). O time precisa de 19 finalizações para marcar um gol.

O baixo desempenho pode ser explicado pelas ausências. Martín Benítez ficou fora entre o primeiro jogo da final do Paulistão até a derrota para o Santos na Vila. Dani Alves também se lesionou no Allianz Park e retornou apenas ontem (23). Reinaldo e Igor Vinicius foram desfalques por causa de cartão nessa última quarta e Luciano se machucou contra o Santos na Vila e deve perder alguns jogos.

Pablo, Eder, Vitor Bueno e Rojas estão atravessando uma fase negativa e por isso o desempenho também está abaixo. Por isso, Crespo já solicitou a equipe uma nova opção ao ataque, mas devido os problemas financeiros é dificil que algum atacante chegue ao Morumbi.

Post anteriorProblemas defensivos fazem Tricolor sofrer 115% de gols a mais que no Paulistão
Próximo PostSão Paulo encerra primeira fase com vitória sobre o Bahia
Pedro Vinicius, 24 anos e sou de São Paulo. Formado em jornalismo e especialista em jornalismo esportivo sou apaixonado por futebol desde sempre.