Uma goleada totalmente inesperada. O São Paulo foi até Bragança Paulista e foi goleado por 4 a 2, placar construído pelos donos da casa ainda no primeiro tempo. Com a expulsão de Tchê Tchê no segundo tempo, qualquer chance de reação caiu por terra.

RB Bragantino e São Paulo
Foto: Twitter @SaoPauloFC

Primeiro tempo patético

Fernando Diniz fez quatro alterações no time titular, com as entradas de Igor Vinícius, Diego Costa, Tchê Tchê e Vitor Bueno e o time simplesmente não se entendeu em campo.

Em 45 minutos, o São Paulo foi goleado por 4 a 1 pelo Bragantino, que só não fez mais, porque não quis.

Aos 4 minutos, após falha de Daniel Alves, Claudinho abriu o marcador. Dez minutos mais tarde, mais uma falha defensiva que permitiu que Raul saísse do meio do campo sozinho e finalizasse para o segundo gol do time da casa.

Dois minutos depois, aos 16, Tchê Tchê diminuiu para o Tricolor em boa jogada. Mas o primeiro tempo não era do Tricolor e novamente dois minutos depois, Fabrício Bruno fez o terceiro do time de Bragança.

Neste momento, com 18 minutos do primeiro tempo, o placar marcava 3 a 1 para os donos da casa. O São Paulo ainda diminuiu com Brenner aos 37 minutos, mas a jogada foi anulada por impedimento.

No fim do primeiro tempo, foi a vez de Artur marcar o quarto gol do RB Bragantino. O São Paulo foi para o vestiário com o placar de 4 a 1 contra e uma treta na conta de Diniz e Tchê Tchê.

Tchê Tchê expulso e derrota consumada

Com certeza o papo no vestiário não foi dos melhores, Diniz voltou com Léo e Paulinho nos lugares de Diego Costa e Igor Vinicius, buscando diminuir a goleada até então.

Até os 15 minutos, só deu Bragantino, se não fosse Volpi o placar poderia estar em 6 a 1. Aos 17 minutos, Tchê Tchê foi expulso após uma agressão sem bola, dedurada pelo VAR. Com 10 em campo, Rodrigo Nestor substituiu Vitor Bueno.

Após a expulsão de Tchê Tchê, o jogo diminuiu de ritmo, mas ainda sim Volpi seguiu salvando o São Paulo de uma goleada maior. Tréllez e Carneiro entraram, mas o São Paulo estava totalmente entregue e o placar final só foi alterado por um gol de Carneiro no último lance do jogo, após um bate-rebate na área.

Confira o nosso pós-jogo

(Caso não consiga visualizar o vídeo, clique aqui)

Ficha Técnica

RED BULL BRAGANTINO 4 x 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 06/01/2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30

SPFC: Volpi; Igor Vinícius (Paulinho, intervalo), Diego (Léo, intervalo), Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Tréllez, 29/2); Vitor Bueno (Rodrigo Nestor, 16/2) e Brenner (Gonzalo, 38/2). Técnico: Fernando Diniz

Gol: Tchê Tchê, 15/1; Gonzalo, 50/2

RBB: Cleiton; Aderlan, Ligger, Fabrício Bruno (Léo Realpe, 42/2) e Edimar; Raul, Ricardo Ryller (Ramires, 35/2) e Claudinho; Artur (Hurtado, 25/2), Ytalo (Bruno Tubarão, 25/2) e Cuello (Weverton, 35/2). Técnico: Maurício Barbieri

Gols: Claudinho, 3/1; Raul, 13/1; Fabrício Bruno, 18/1; Artur, 44/1

Cartões amarelos: Bruno Alves, 17/1; Brenner, 41/1; Artur, 41/1; Aderlan, 47/1
Cartão vermelho: Tchê Tchê, 15/2

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Quarto Árbitro: Ilbert Estevam da Silva (SP)
Analista de Campo: Philippe Lombard (SP)
Árbitro de Vídeo: Marcio Henrique de Gois (SP)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Thiago Luis Scarascati (SP) e Fabricio Porfirio de Moura (SP)
Observador de VAR: Ana Paula da Silva Oliveira (SP)

Próximo Jogo

O São Paulo terá a chance de se recuperar após esta derrota no domingo (10), quando enfrenta o Santos no Morumbi, às 16 horas. O clube praiano muito provavelmente virá com os reservas, já que terá um duelo decisivo pelas semifinais da Libertadores na quarta-feira.

Melhores Momentos

Veja como foi RB Bragantino 4×2 São Paulo: