Saia do São Paulo e seja campeão. É assim mesmo que funciona?

Que o São Paulo vem de, pelo menos, oito anos complicados a gente já está cansado de saber. É inadmissível um time GIGANTE como o Tricolor do Morumbi não ganhar um título sequer em quase OITO anos. Isso é indiscutível e temos noção de que isso é a soma de diversos fatores.

Atualmente me sinto preocupada/esperançosa, pois estamos às vésperas da ÚNICA competição que podemos conquistar esse ano, que é o Paulistão, afinal as demais competições foram estendidas até o ano que vem devido à pandemia do Covid-19.

Então, POR FAVOR, São Paulo Futebol Clube: colabora com a gente!

Dito isso, venho para o assunto da coluna de hoje. É comum vermos pela internet a brincadeira de “Saia do São Paulo e seja campeão”. Afinal, foi o que aconteceu, por exemplo, com o Cícero em 2017, quando ele foi para o Grêmio, onde foi Campeão da Libertadores.

Ou até mesmo um caso mais recente com o Rodrigo Caio, zagueiro formado na base do São Paulo e que sempre foi muito criticado pela torcida até ir para o Flamengo e ser campeão de QUASE tudo que disputou (vice não conta, atravessou o mundo e voltou com as mãos vazias, coisa que nunca aconteceu com o São Paulo).

No entanto, é sempre assim?

Ontem, na final do Campeonato Carioca vimos que não é sempre assim. Do lado oposto ao de Rodrigo Caio estavam outros três ex-jogadores do São Paulo: Nene, Hudson e Ganso, e adivinha, não foram campeões.

Venceram a Taça Rio na semana passada, foram para a final do Carioca contra um dos maiores rivais e perderam. Esse é apenas um exemplo.

Nesse período um tanto quanto caótico que o São Paulo vive diversos jogadores passaram pela equipe e foram embora. Muitos foram criticados, uns foram bem nos outros times: parabéns. Outros nem tanto…

Há TANTOS jogadores que nem mesmo ouvimos falar.

O jejum de títulos atrapalha na hora de darmos tempo para alguns atletas apresentarem o que têm de melhor dentro de campo, eu concordo com isso, às vezes a torcida acaba queimando o jogador pelo contexto que o clube vive e isso acontece em todos os lugares, não é exclusividade do São Paulo.

Todavia, tem jogador que simplesmente não dá! Não é porque ele foi bem em outra equipe e acabou sendo campeão que a culpa também está totalmente no São Paulo e que vamos esquecer as péssimas atuações que ele teve aqui.

Tem jogadores que não jogaram bem aqui, não deram nem um pouco certo e vamos querer ficar nos lamentando que certo indivíduo foi bem em outro lugar? Vamos esquecer e vida que segue.

O foco sempre tem que ser o São Paulo. Se o jogador não está mais aqui, tchau, passar bem. Agora, temos um bom time, um elenco entrosado que está junto com o treinador que está conseguindo implantar o seu sistema de jogo.

O Tricolor volta a jogar depois de mais de quatro meses parado e logo de cara depois de dois jogos já começam as decisões. Não quero saber quem foi ou deixou de ser campeão fora daqui, eu quero ver o São Paulo Futebol Clube Campeão e se possível do Campeonato Paulista no dia 08 de agosto.

VAMOS SÃO PAULO!

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Comente com sua conta do Facebook: