O ano de 2018, principalmente no que se refere ao Campeonato Brasileiro, deixou-nos com a esperança de algo mais, de que poderíamos voltar as glórias do passado, a ganhar um título importante e deixar para trás este jejum dos últimos tempos sem conquistas e repleto de vexames. Todavia, passamos mais uma vez por uma situação deplorável, estávamos na liderança do Campeonato Brasileiro e deixamos escapar a oportunidade de gritar “É Campeão” no final do ano.

O que nos restou foi brigar por uma vaga na fase de grupos da Libertadores, só que até isso está ameaçado na momento, já que nos encontramos na 5ª colocação, o que nos leva à pré-libertadores, contudo, o nosso próximo jogo, que acontece hoje (15), no Morumbi, é contra um adversário direto, o Grêmio, que está na 4ª colocação e também quer uma vaga direta para a competição.

Vemos então que a partida de hoje tem um imenso valor para o futuro do São Paulo, visto que estar direto na fase de grupo da Libertadores já é uma grande conquista se observarmos o histórico das últimas temporadas. Além de que isso facilita até mesmo na hora de contratar jogadores, pois disputar um campeonato internacional com o São Paulo tem muito peso.

Por isso, é importante que o nosso elenco tenha em mente o valor que tem o jogo de hoje, é a primeira partida com Jardine no comando do time principal após a saída do técnico Diego Aguirre. É preciso ter uma mudança de postura imediata, não há mais tempo a perder e muito menos pontos, cada jogo é uma decisão para que possamos voltar a essa competição a qual temos tanta tradição que é a Libertadores da América.

Fotos: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Post anteriorCeni de volta? Não até 2020…
Próximo PostTorcida não quer o retorno de Oscar
Vanessa Dias, 25 anos e sou de Araras, interior de São Paulo. Formada em Relações Públicas, especialista em Mídias Digitais e apaixonada por futebol desde que me conheço por gente. Sou parte do time desde o começo de 2018, onde trabalhamos todos os dias para que a torcida esteja sempre em conexão com o clube do coração.