Ex-atacante relembra situação curiosa com Telê
Foto: Reprodução

O ex-atacante do São Paulo Eliel participou do Extra Campo Podcast e falou sobre os momentos iniciais do período multicampeão do clube na década de 1990. O interstício da era Telê Santana foi abordado sob diversos aspectos, mormente pela sua chegada rodeada de desconfiança e com uma derrota no Choque-Rei. Entre os vários assuntos interessantes, Eliel tratou de um caso que demonstra o rigor com que o Telê tratava o extracampo dos jogadores: a compra de carros por parte do centroavante Catê.

De acordo com o ex-jogador, Catê um dia chegou ao Centro de Treinamento do Tricolor e contou sobre a aquisição de dois carros de uma só vez. Pois que, ao saber da situação, Telê Santana tratou de pôr as coisas em seu devido lugar – bem ao seu estilo turrão e cuidadoso.

Catê chegou com dois carros. Comprou sábado à noite, com a gente concentrado. O cara da agência veio e deixou lá. Catê nos chamou e nos avisou sobre os carros, mas lá atrás do estacionamento era meio escuro, não dava para ver direito. Houve um jogo no domingo e, na segunda-feira, a primeira coisa que Telê falou foi um bom-dia. A segunda coisa foi para ele: ‘Catê, deixa eu fazer uma pergunta: você tem quatro braços? Tem quatro pernas? Então para que dois carros? Seu pai e sua mãe moram como? De aluguel? Então venda os carros e compre uma casa para seus pais. A primeira coisa que você precisa pensar é na vida, Catê, não em ter dois carros. Você nem jogou direito, quer ter dois carros para quê?!’ Isso no meio de todo mundo: Toninho Cerezo, Ricardo Rocha, Raí… Ele pegava muito no pé em relação a isso“, relatou Eliel.

Confira o depoimento completo no vídeo abaixo. Ou clique aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorO desempenho do São Paulo nos últimos dez clássicos contra os principais rivais
Próximo PostSão Paulo anuncia ingressos promocionais para confronto contra o Ayacucho
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.