Filho de Telê Santana vê semelhanças de Abel Ferreira com o pai

Telê Santana é sem dúvidas um dos maiores ídolos do São Paulo Futebol Clube e o treinador mais vencedor da história do Tricolor do Morumbi.

Tantas conquistas e prestígio fazem com que até os rivais tenham respeito e admiração pelo Mestre são-paulino. Um dos grandes fãs de Telê é Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, que constantemente ressalta que o tem como referência.

O site Nosso Palestra realizou uma entrevista com o filho de Telê, Renê Santana, que foi questionado sobre as comparações feitas entre o pai e o treinador português.

“Essa obsessão pelo futebol bem jogado, a preocupação, de modo geral, com o futebol, com o aprimoramento técnico e tudo mais que há em torno desse trabalho de evolução do esporte é muito parecido com o que o Abel se manifesta e pelo que o Telê era. Vejo sim, muitas coisas parecidas. O Abel está fazendo sua história agora”.

E continuou: “É a contribuição maior que pode dar um treinador ao futebol. Não se limita as quatro linhas, vai muito além. As condições, estrutura, reconhecimento, pagamento, a vida, a humanidade do futebol, os erros de arbitragem como constantemente acontece e era com o Telê também. Só temos a ganhar, quando um profissional atua dessa forma com essas preocupações gerais”.

Renê também aproveitou a oportunidade para dar um conselho a Abel Ferreira:

“Quero deixar um recado para o Abel. Gostaria que esse Abel inconformado, contestador da arbitragem se preocupasse mais ainda do que já se preocupa. Todos os 90 minutos serão assim, com erros de arbitragem. Gostaria que o Abel se preocupasse com o estresse que isso causa. Eu não quero que isso acabe com um talento tão grandioso pro nosso futebol. Não quero que mate um talento. Estresse mata, vide a história do Telê. Desejo muita saúde ao Abel. Erros de arbitragem não podem estragar o futebol”.

Depois do Choque-Rei disputado domingo (11) no Morumbi, Abel também foi questionado sobre as comparações feitas entre ele e Telê Santana, e respondeu: “Não sou eu que posso responder isso. Eu gosto do Telê, há coisas que eu me vejo nele, sim, mas me vejo sobretudo na parte dos fundamentos para ensinar aos jogadores. E outra: na qualidade dos gramados e no tempo para treinar. Estamos falando há 30 anos, estamos os dois na mesma sintonia, o que ele pensava há 30 anos eu penso exatamente igual. Vamos ter um vídeo no meu Instagram em tua homenagem, só para ti sobre o Telê Santana, que os outros não fiquem com ciúmes”.

A homenagem feita pelo treinador do Palmeiras é um trecho da entrevista de Telê ao Roda Viva, da TV Cultura, que foi ao ar no ano de 1992. Confira:

Caso não consiga visualizar clique aqui.

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter. Conheça a nossa Loja.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais