Lugar de mulher no futebol: na arquibancada, no campo e onde ela quiser

Um vídeo chamou a minha atenção essa semana, onde várias mulheres se reuniram para falar sobre algo que nem precisava ser dito, mas infelizmente é mais do que necessário: o desrespeito com as mulheres no futebol.

As torcedoras constantemente são abordadas com perguntas pifeis em relação ao esporte ou sobre o time do coração só para desmoraliza-las. Dá para ter noção do quanto isso é ridículo?!

Nas redes sociais diversas ofensas são direcionadas às mulheres que gostam de futebol, esse, aliás, foi um dos motivos que inspirou o vídeo que você pode ver ao final deste texto.

Estamos em pleno 2020 e não faz mais sentido existir esse tipo de preconceito contra mulheres, pois não diz respeito a entender mais ou menos sobre futebol é sobre ser livre para se amar um esporte, aprecia-lo e se entregar ao time do coração.

É poder ir ao estádio sem medo, com tranquilidade e sem ser incomodada com importunações de homens que se acham no direito de mexer com as torcedoras. Essa atitude é inaceitável. E, você, mulher que nunca passou por isso, apoie a causa da mesma forma porque diversas outras já tiveram que enfrentar tamanha situação desconfortável.

A luta é válida, ninguém quer ser melhor que ninguém. Nós, mulheres, só queremos poder torcer, apoiar e amar o São Paulo Futebol Clube. Não é pedir muito.

E o futebol feminino?

O projeto de futebol feminino do São Paulo teve o seu retorno no ano passado e ele já foi vitorioso, visto que a equipe se sagrou campeã da série A2 do Brasileirão e ganhou uma vaga para a elite da competição nacional. Além disso, foi também vice do Campeonato Paulista.

Para 2020, o Tricolor trouxe entre outros atletas a Glaucia, a melhor atacante do Campeonato Brasileiro da série A1 do ano passado e que atuava no Santos, ou seja, o time vinha bem comandado pelo técnico Lucas Piccinato e ainda se reforçou para essa temporada que, infelizmente, está paralisada devido à pandemia do Covid-19.

Entendemos que a audiência e atenção midiática dadas ao futebol masculino é imensuravelmente superior ao futebol feminino e não queremos obrigar ninguém a assistir, torcer e acompanhar.

No entanto, é preciso ter entendimento que é o São Paulo Futebol Clube, são as nossas 3 cores em campo levando a tradição do Tricolor adiante e, por este motivo, merece respeito, o máximo de respeito.

Nossa esperança é que assim como já faz o Arquibancada Tricolor há um bom tempo, exista realmente uma mobilização por parte das páginas, do clube e dos torcedores em geral em divulgar o futebol feminino, assim como também fazemos com o basquete e vôlei.

É o São Paulo, é o nosso time do coração! Então, vamos lutar sim para que seja mais divulgado, conhecido e cresça ao longo dos próximos anos.

Acima de tudo respeito a todos e amor ao nosso Tricolor!

Para finalizar, deixo um trecho de uma outra coluna que escrevi há alguns anos sobre esse mesmo tema e você pode conferir clicando aqui.

“Ser uma mulher que gosta de futebol e ama o São Paulo Futebol Clube é parte do que eu sou, está na minha essência, e representa uma grande parte das minhas escolhas, é algo pelo qual eu prezo e que tem um valor inestimável. Meu coração é vermelho, branco e preto, minha casa é o Morumbi e a minha história é ser tricampeã do mundo, isso ninguém tira de mim.”

Foto: _poderfemininospfc

Comente com sua conta do Facebook: