Presidente do São Paulo se pronuncia sobre polêmicas da arbitragem após derrota para o Santos

Foto: Reprodução

O presidente do São Paulo, Julio Casares, pronunciou-se após a derrota do Tricolor para o Santos por 1×0 na quarta-feira (14) e fez reclamações em relação a decisões polêmicas da arbitragem.

Confira:

Caso não consiga visualizar, clique aqui.

A árbitra do confronto, Edina Alves, anulou dois gols do São Paulo. Um de Luciano no primeiro tempo por estar impedido e outro de Erick nos minutos finais da partida por ter entendido que a bola bate na mão do atacante antes de ir para o fundo das redes.

Caso não consiga visualizar, clique aqui.

Um lance que levantou polêmica foi o pênalti marcado a favor do Santos por falta de Welington em Otero que Edina deu após análise do VAR.

Caso não consiga visualizar, clique aqui.

A nota que Casares cita em sua fala foi divulgada pelo Santos assim que a Federação Paulista de Futebol divulgou que Edina Alves seria a responsável pela arbitragem do clássico. Confira:

“Sobre a escolha da árbitra Edina Alves para apitar o clássico São Paulo e Santos no Morumbis, o Santos FC respeita a decisão da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, espera que graves erros cometidos pela arbitra no passado tenham servido de reflexão e aprimoramento em seu nível técnico para que possa conduzir junto com seus auxiliares um jogo tão importante da primeira fase do Campeonato, sem prejuízo ao espetáculo, para que os protagonistas da partida sejam os atletas. O Santos FC está em fase de reconstrução de sua história, não precisa ser beneficiado, mas exige retidão e imparcialidade para que nada o prejudique nesta retomada”.

O Tricolor foi superado pelo Peixe por 1×0 e soma a segunda derrota na temporada 2024.

O próximo desafio do São Paulo é contra o RB Bragantino no sábado (17), às 18h, no MorumBIS, pela 9ª rodada do Campeonato Paulista.

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter.

Compartilhe esta notícia
Comente!