São Paulo empata com o Flamengo e conquista pela primeira vez a Copa do Brasil

O estádio do Morumbi estava completamente lotado na grande decisão da Copa do Brasil. A festa propiciada pela torcida, desde antes mesmo de entrar no templo são-paulino, foi algo que saltou aos olhos pela intensidade. Dentro de campo, São Paulo e Flamengo disputaram a taça do torneio nacional; e, para a alegria da gigante maioria dos presentes, o Tricolor Paulista conquistou o inédito título para sua coleção.

PRÓLOGO

Antes do jogo começar, Careca e Leandro entraram com a taça em mãos, perfilados ao lado dos dois times. Muitas bandeirolas adornavam as arquibancadas, além de um grade mosaico e uma fumaça tricolor, o que propiciou uma festa condigna com a magnitude da final. Do lado do Flamengo, a grande novidade foi o retorno de Arrascaeta. No São Paulo, Dorival manteve a equipe que venceu o primeiro embate, no Maracanã.

Após o hino, a Esquadrilha da Fumaça, da Força Aérea Brasileira, fez uma apresentação de sobrevoo no Morumbi.

1º TEMPO

Bráulio da Silva Machado deu início à partida com alguns minutos de atraso. E foi o Flamengo que saiu com a bola, mas com um minuto de silêncio pela morte da jogadora Waleska, do vôlei.

Foi do Flamengo também a primeira chance. Pouco antes do minuto 2, Pedro saiu cara a cara com Rafael, mas errou o alvo e foi apenas tiro de meta para o São Paulo. E o Rubro-Negro fez pressão durante os primeiros minutos, mas esbarrou em Rafael.

Aos 7 minutos, uma preocupação: Arboleda sentiu uma lesão e teve que ser substituído. Para o seu ligar entrou Diego Costa, que formou uma zaga de atletas formados em Cotia ao lado de Lucas Beraldo.

Aos 18 outra boa chance do Flamengo. Ayrton Lucas enfiou uma boa bola para Gerson, que driblou Beraldo e obrigou Rafael a fazer uma boa defesa com os pés.

Aos 25, o juiz fez a parada técnica. Antes, Pablo Maia também levou amarelo. Na sequência, por reclamação, Rafinha levou o terceiro cartão amarelo do São Paulo na partida.

Lucas Moura quase faz um golaço de bicicleta aos 37. A bola passou rente à trave.

Aos 43 minutos, em um lance de oportunismo, Bruno Henrique abriu o placar para o Flamengo. Mas, aos 47, Rodrigo Nestor marcou um verdadeiro golaço no Morumbi. De fora da área, ele empatou o jogo e colocou o Tricolor na disputa mais uma vez. 1×1.

E assim acabou o primeiro tempo.

2º TEMPO

O São Paulo subiu sem alterações. O Flamengo, idem.

O Tricolor voltou mais arrumado no começo do segundo tempo do que do primeiro. Ainda assim, as jogadas mais perigosas até os 10 primeiros minutos foram do Flamengo.

Aos 18 minutos, mais um que saiu lesionado: Caio Paulista, que retornou na semana da decisão de uma contusão, sentiu e foi substituído. Entrou Welington. No mesmo instante, Gabi Neves entrou no lugar de Alisson.

O Flamengo dava as ações do jogo, mas não eram com muita efetividade. Aos 35 minutos, mais alterações no São Paulo: Luciano e Michel nos lugares de Rato e Nestor.

E o segundo tempo terminou quase que como o primeiro. A diferença é que o São Paulo conquistou mais um troféu para a sua galeria. É CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL.

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter. Conheça a nossa Loja.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais