Seneme afirma que Claus deveria ter expulso Abel Ferreira no Choque-Rei

No Choque-Rei de domingo (11) no Morumbi, o técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, foi para cima de Jonathan Calleri, atacante do São Paulo, de maneira efusiva para reclamar de um lance.

Na ocasião, o treinador da equipe Alviverde foi advertido com o cartão amarelo pelo árbitro Raphael Claus.

Reveja o ocorrido:

Caso não consiga visualizar clique aqui.

O Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme, afirmou que Abel deveria ter sido expulso.

“Foi inusitado. O Raphael Claus tem muita experiência, é um árbitro com nome. Ele tentou administrar uma situação que para a regra do jogo não seria administrada com amarelo. A verdade é que a maneira como foi a relação, essa ação entre o Abel e o Calleri foi uma ação muito forte. Isso é uma ação de cartão vermelho”.

Ainda destacou que foi importante a atitude de Calleri que não foi para o confronto e evitou uma situação ainda mais delicada: “O cuidado que temos que ter é com o jogador. Por sorte o Calleri não foi para o confronto. Porque você imagina se um tivesse empurrado o outro. Se expulsa os dois do campo, quem seria o mais prejudicado? Quem tem o jogador ou o técnico expulso? Quem ficaria com um a menos dentro do campo. Por isso a regra é mais rigorosa com os técnicos. Por isso essa ação, que muitas vezes com os jogadores seria amarelo, com o técnico não. Para o técnico é uma ação de cartão vermelho. Por isso, na nossa visão, o cartão correto era o vermelho para o Abel”.

Veja um trecho abaixo:

Caso não consiga visualizar o vídeo clique aqui.

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter. Conheça a nossa Loja.

Fonte: Globo Esporte

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais