Conselheiro do São Paulo é absolvido em caso de viagem suspeita feita com dinheiro do clube

Passou por votação do Conselho Deliberativo do São Paulo um relatório do Conselho Fiscal que apontava a condenação do conselheiro Rodrigo Roquette Gaspar devido a uma viagem suspeita para a Europa no ano de 2019.

Na época, Rodrigo era diretor administrativo do clube e, atualmente, é membro do Conselho Deliberativo, quem também estava na viagem é Elias Barquete Albarello, que na época era diretor executivo financeiro do São Paulo que no ano em questão era presidido por Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

As justificativas da viagem para as cidades de Madrid e Barcelona (Espanha), e Lisboa (Portugal) foi a participação no congresso World Football Summit, voltado à temática do futebol, e também visita ao museu do Barcelona com fins de análise de como atua o clube, além de reunião com um possível investidor em terras portuguesas.

Como todos os gastos da viagem foram pagos pelo São Paulo e no relatório apresentado deste valores foram apontadas diversas inconsistências pelo Conselho de Ética do clube, que classificaram como “passeio de excursão”, levando-se à votação para que Rodrigo Gaspar fosse suspenso por 240 dias e também se tornasse inelegível por 7 anos e 6 meses.

Como relatado pelo jornalista Gabriel Sá, da Jovem Pan, Gaspar foi absolvido das acusações e fontes afirmam que Leco enviou uma carta afirmando que a prestação de contas está correta.

Confira:

Caso não consiga visualizar clique aqui.

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter. Conheça a nossa Loja.

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Uendel leite silva
10 meses atrás

Esse conselho é um câncer gue destrói o saopaulo a anos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais