Goleada instaura dúvida na Católica
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Não foi qualquer goleada o que aconteceu no Chile na última quinta-feira. Foi um verdadeiro pesadelo para a diretoria e os adeptos da Universidad Católica. Em pleno San Carlos de Apoquindo, o time da casa apenas assistiu a um baile do São Paulo na primeira etapa, em que os sonoros 3×0 poderiam facilmente ser o prelúdio de um dos maiores vexames internacionais do time. As expulsões, porém, ajudaram a amenizar a situação, mas a vitória do Tricolor, com três homens a menos, instalou dúvidas na mente de Ariel Holan.

O treinador dos Cruzados, inclusive, deu a entender que o foco do time seriam os torneios nacionais – a Copa Chile e o Campeonato Chileno. Ainda assim, apesar de já classificado no mata-mata, na competição de pontos corridos a equipe está a uma enorme distância dos líderes e ocupa uma modesta 11ª colocação. De acordo com o La Tercera, o impacto do revés sofrido diante do Tricolor acendeu em Holan temores de um passado ruim do clube chileno. E fica a dúvida: há tempo hábil para dar a volta por cima?

O periódico descreveu o primeiro tempo como assustador. E afirmou que os locais temiam uma catástrofe na segunda etapa. Os Cruzados, até as expulsões, não conseguiam a posse de bola e via sua principal estrela, Mauricio Isla,, passar por um inacreditável pesadelo, inclusive cometendo um erro infantil que resultou no gol de Luciano, após pressão de Jonathan Calleri. O Prensa Futbol classificou o ocorrido como uma dura queda para La UC. E alcunhou o objetivo do time para o jogo de volta no Brasil como verdadeiro milagre.

Confira as matérias dos jornais chilenos clicando aqui e aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorPresidente do Atlético-GO rasga elogios ao São Paulo: “Um dos maiores clubes do mundo”
Próximo PostOnde assistir Atlético-GO x São Paulo | Brasileirão 2022
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.