“Não estou 100% satisfeito com a minha volta depois da pandemia”, afirma Volpi

Tiago Volpi foi anunciado como a nova contratação do São Paulo no final de 2018, o jogador, que estava do Querétaro, do México, vinha para ser o goleiro titular do Tricolor que, desde a aposentadoria do Rogério Ceni, não tinha encontrado o candidato ideal para a vaga.

Volpi não teve boas atuações no início, mas depois conquistou a confiança dos torcedores que pediram a sua permanência no clube que foi efetivada no final de 2019, quando firmou um contrato com o São Paulo até 2023.

Em 2020, Volpi começou bem e, com isso, uma considerável parte da imprensa e da torcida o colocavam como o melhor goleiro do São Paulo depois que Rogério Ceni se aposentou em 2015.

No entanto, em março as competições foram paralisadas, retornando apenas em julho e desde que isso aconteceu o São Paulo vem tentando evoluir e esquecer as cicatrizes que ficaram da eliminação logo no retorno com a eliminação nas quartas de final do Paulistão para o Mirassol.

Da mesma forma que o time não estava correspondendo em campo, Tiago Volpi disse hoje (16) em entrevista coletiva que não está completamente satisfeito e que pode evoluir.

“Não estou 100% satisfeito com a minha volta depois da pandemia. Acredito que posso ajudar mais. Trabalhar para a cada jogo voltar a ser o Volpi de antes da pandemia, do ano passado, para poder ser o mais decisivo possível para o São Paulo”.

O goleiro também comentou sobre o ocorrido no clássico contra o Santos, quando o São Paulo estava ganhando por 2×1 e ele optou por inverter a barreira em cobrança de falta de Marinho, tomando o gol logo em seguida.

“Infelizmente é um gol em que eu assumo a responsabilidade. Era uma bola totalmente defensável. Não acabei executando a defesa. Um erro meu pelo gol. Não pela formação da barreira. Acredito que tenha se falado muito. Até não foi a primeira vez que eu fiz, mas infelizmente só é visado quando sai o gol.”

Ainda completou: “Eu sabia da responsabilidade de quando se inverte a barreira e se toma o gol, essa responsabilidade vem pro goleiro. Assumo essa parte do gol. Fico fico triste pela atuação do time no clássico, uma vitória que estava nas nossas mãos, e numa tomada de decisão técnica minha acabamos empatando e deixando de ganhar dois pontos. Mas é um lance que faz parte do passado. Procurar servir de exemplo para talvez nos nos próximos jogos pensar na decisão a ser tomada”.

Confira a entrevista completa abaixo ou clicando aqui:

Tiago Volpi será o goleiro titular do São Paulo no confronto que acontece amanhã (17) contra o River Plate pela 3ª rodada da fase de grupos da Libertadores às 19h, no Morumbi, com transmissão da Fox Sports.

Você também pode acompanhar a partida conosco clicando aqui.

Foto: São Paulo FC

Comente com sua conta do Facebook: