Técnico do Palmeiras cita tempos áureos do São Paulo para justificar formação com três zagueiros

Após a classificação histórica sobre o Atlético Mineiro nas semifinais da Libertadores de 2021, Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, demonstrou conhecimento sobre grandes times rivais do passado. Em sua coletiva de imprensa, ao ser questionado sobre o porquê da formação com três zagueiros – e sobre de que forma isso influenciaria no resultado positivo -, Abel foi duro na resposta, mas curiosamente citou o rival São Paulo.

“Eu não vou discutir, essa conversa é gasta. Não estarei aqui para gastar tinta para quem sabe pouco sobre futebol. Para mim, uma defesa com três zagueiros pode ser ultraofensiva. E se você recuar lá atrás – e não há problema nenhum em dizer -, nos tempos áureos do São Paulo com Muricy, os tempos áureos do nosso rival, como ele jogava? Os tempos áureos do São Paulo, que é o nosso rival, como é que jogava?!”.

O técnico se mostrou bastante incomodado com a pergunta, já que muitas pessoas da imprensa atribuem ao treinador português a pecha de “retranqueiro”. Quanto a isso, Abel Ferreira foi bastante duro:

“Falar de futebol com… São dez anos de estudo que eu tenho. Podem chamar de arrogância. Eu não chamo de arrogante: chamo de trabalho, competência e curiosidade. Saio do CT para ir a casa estudar e trabalhar. Há um ano e meio eu disse que queria ser melhor treinador. E sou hoje muito melhor”, prosseguiu, com certo incômodo.

O Palmeiras aguarda a definição do jogo entre Flamengo e Barcelona do Equador para saber quem enfrentará na grande final da competição sul-americana.

Veja abaixo ou clique aqui para conferir o momento em que Abel Ferreira disserta sobre a questão dos três zagueiros:

Siga-nos no Instagram, no YouTube e no Twitter. Conheça a nossa Loja.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Ler mais