Avaliação de Desempenho – Temporada 2017

Por Mário Pravato Junior – Redação Arquibancada Tricolor

Se você é fanático e não consegue ler críticas sobre o São Paulo ou sobre os jogadores que atuaram nesta temporada, eu recomendo que você não prossiga com a leitura…

Fiz uma análise crítica com nota e opinião, dos atletas que terminaram a temporada pelo Tricolor, lógico, sem contar os que já saíram (Cícero, Thiago Mendes e por aí vai).

Lembrando que a opinião contida aqui é a minha e não reflete a opinião do site.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Goleiros:

Sidão – Nota 6 – Começou muito bem, sendo o rei dos pênaltis na Flórida, porém teve um péssimo 1º semestre com diversas falhas e principalmente errando muito com os pés. Teve um grande destaque em 3 ou 4 jogos do Brasileirão, mas oferece muito pouco para um clube que já teve Poy, Waldir Peres, Zetti e Rogério Ceni na meta.

Denis – Nota 5 – Pouco jogou e ficou relegado ao banco. Jamais poderemos criticar o seu caráter e teve o azar de ser a sombra do Ceni por anos! Que tenha sucesso em sua carreira.

Renan Ribeiro – Nota 7 – Disparado o melhor dos 3, seja atuando ou no custo-benefício. Foi afastado por uma decisão do técnico Dorival, até agora sem explicação. Renan salvou o time em diversos momentos, porém temos alas na torcida que acham que ele era um dos responsáveis pela má fase.

Laterais:

Éder Militão – Nota 7,5 – Grande revelação da temporada, por muito pouco não foi sacrificado pela torcida na vitória contra o Cruzeiro no Morumbi. Foi uma grata surpresa na lateral e se ficar, na minha opinião deveria ser testado na zaga, por conta do seu porte físico.

Bruno – Nota 3 – Sem comentários. Péssimo, por sorte ficou machucado quase todo o 2º turno. Não vou perder meu tempo escrevendo sobre ele.

Buffarini – Nota 4 – Não é mal caráter e nem vagabundo, porém errou demais, principalmente na parte defensiva. Se for ficar e voltar a jogar, precisa se entender com o Dorival sobre quem irá cobri-lo nos contra-ataques.

Edimar – Nota 4 – Não consigo entender como o São Paulo contratou ele em definitivo e deu um contrato de 2 anos. Estar em um momento melhor do que Jr. Tavares não é parâmetro para nada. Os 400 mil poderiam ter sido gastos na contratação do Jucilei, por exemplo.

Jr. Tavares – Nota 4 – Tem futebol e mostrou isso no começo do ano, porém tem cabeça fraca e se perde facilmente. Qual é a explicação de pintar o cabelo de branco ou de vermelho com o time lá embaixo? Foi praticamente mandado embora do Grêmio por conta do seu comportamento e deve seguir o mesmo caminho no São Paulo (Alô Dona Simone, estou criticando o JOGADOR e não o seu FILHO, blz?)

Zagueiros:

Rodrigo Caio – Nota 6 – Ano bem regular, onde o maior destaque foi o episódio do fair play. Em nenhum momento mereceu a Seleção, mas esteve lá. O São Paulo precisa decidir se “casa” de vez com ele, ou se ainda fará alguma grana com uma venda na janela de janeiro.

Arboleda – Nota 7,5 – Excelente contratação, uma grata surpresa na minha opinião. Zagueiro seguro, não brinca em serviço. Espero que seja um dos líderes para 2018.

Bruno Alves – Nota 6 – Não comprometeu, talvez tenha mais espaço em 2018. No fim se mostrou ser uma boa contratação.

Aderllan – Nota 5 – Pouco jogou, vai ganhar nota 5 por conta disso, espero também que tenha mais espaço em 2018.

Lugano – Nota 10 – Sem comentários. Pouco jogou, mas quando jogou, não comprometeu em nenhum momento. Fora de campo foi o líder que todos sabiam que seria. Grande homem de caráter, muito obrigado por tudo!

Volantes:

Jucilei – Nota 7 – Gostei da sua temporada, mesmo chegando depois e fora de ritmo. Espero que seja contratado, tem caráter e se mostrou apaixonado pelo Tricolor

Petros – Nota 7 – Outra excelente contratação, já é um dos líderes do elenco. Que fique por aqui por alguns anos. Obrigado pela garra!

Hernanes – Nota 10 – Falar o quê deste cara? Merece todos os elogios! Só resta torcermos que seja contratado em definitivo!



Araruna – Nota 5,5 – Temporada regular, com algumas falhas, porém é novo e com potencial. Precisa ser lapidado.

Meias:

Cueva – Nota 6,5 – Poderia ter jogado muito mais, isso é fato. Estava em excelente fase até se contundir na seleção peruana, e depois entrou em declínio técnico/físico. Precisa saber o que quer para 2018, se é ficar na noite, ou se é jogar de verdade. Não sei se é o perfil de jogador que o São Paulo precisa neste momento.

Lucas Fernandes – Nota 5,5 – Esperava muito mais. Se escondeu em diversos jogos, onde deveria ter jogado a sua vida. Vamos esperar que comece 2018 melhor, após conseguir fazer a pré-temporada.

Thomaz – Nota 5 – Não sei o que faz no São Paulo e espero que não permaneça para 2018.

Shaylon – Nota 6 – Na minha opinião mostrou mais bola do que o Lucas Fernandes no final da temporada. Acho que pode ser melhor utilizado em 2018.

Jonatan Gómez – Nota 4 – Horrível, mais uma contratação que ninguém sabe o motivo.

Atacantes:

Lucas Pratto – Nota 6 – Lutou demais, fez alguns gols importantes, mas perdeu outros que não poderia. Ficou muito isolado lá na frente e precisa de um parceiro na área para 2018.

Marcos Guilherme – Nota 6,5 – Grata surpresa, fez bons jogos, mas não sei se deve ser titular absoluto. Precisa de uma sombra.

Brenner – Nota 6 – Começando a ganhar espaço, apenas 17 anos e merece toda a calma e tempo do mundo, parece ter futuro.

Gilberto, Marcinho e Denílson – Nota 4 (média) – Nem vou perdeu meu tempo com os 3. Gilberto foi o melhorzinho e os outros 2 são pavorososo, por sorte todos já foram liberados.

Fora de Campo:

Dorival Jr. – Nota 5 – Nada espetacular. Técnico bem comum, no nível do futebol brasileiro. Infelizmente será colocado na pedestal por alguns torcedores, que acham que não ser rebaixado vale como um título. Por mim sequer ficaria para 2018.

Leco – Sem Nota – Prefiro evitar problemas, pois meus comentários seriam moderados e eu seria processado por ele…

Vinicius Pinotti – Nota 4 – Ganha nota apenas pelas contratações de Hernanesm Petros e Arboleda, no restante é péssimo. Não é do ramo e não basta ser um bom gerente para trabalhar com futebol

Torcida – Nota 1000 – Merece todos os aplausos, 1 milhão de pessoas no estádio no ano! Só tem um ponto: Precisa ser mais critica em alguns momentos, não pode colocar Dorival e Sidão em condição de quase ídolo e muito menos ficar repetindo “time grande não cai”, como se isso fosse grande coisa…

Ano de 2017 no geral – Nota 3 – Péssimo, horrível. Tirando a torcida, a volta de Hernanes, a revelação Militão e a aposentadoria de Lugano, é um ano para se jogar no lixo, seja dentro ou fora de campo.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Confira outras notícias no Arquibancada Tricolor