Daniel Alves. Na lateral, por favor!!!

A Coluna do Felipe é publicada às quintas-feiras pelo Felipe Morais e sempre trará detalhes sobre a rica história do Tricolor! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Amigos tricolores

Sabe aquela sensação de comprar uma Ferrari para andar em plena 23 de Maio, às 18h? Ou comprar uma Montblanc para deixar ao lado do telefone para anotar recados? Então é essa a sensação que eu tenho quando vejo Daniel Alves no meio de campo do São Paulo, não sei até que ponto é uma imposição dele, ou se é uma teimosia do fraquíssimo Diniz, mas é essa sensação que eu tenho.

Temos, sem dúvida, um dos melhores laterais do mundo, não está jogando todo o potencial que jogava no Barcelona, por exemplo, mas está entre os maiores laterais do mundo, nos últimos 10 a 15 anos talvez. E ele precisa entender, que na lateral, ele é um dos melhores, como meia é um cara muito comum.

Por que no meio?

Falar de toda a capacidade do Daniel Alves na lateral é chover no molhado, mas o que proponho aqui é o debate sobre, porque, ter um dos melhores laterais do mundo, no meio de campo? Alguns podem dizer “Ah, porque tem o Juanfran”, ok, o espanhol tem uma boa qualidade, mas não é o Daniel.

Outros podem dizer “Ah, mas é o Daniel Alves que exige”, olha, na época do José Poy, Rubens Minelli, Cilinho, Telê e Muricy, não tinha nada de jogador escolher. Quem monta o time é o técnico, quem decide onde o jogador vai jogar é o técnico! O cara é muito bem pago para isso, tal qual, o jogador que ganha muito mais que o técnico para jogar bola! Daniel Alves não quer ser lateral, ok, obrigado pelos serviços prestados, mas que vá ser meia em outro time!

Profissão mais segura do mundo: Jogador de futebol

Eu sou um profissional de planejamento de comunicação digital. Imagina se uma agência me contrata como Diretor de Planejamento, mas logo na primeira semana eu decido que quero ser Diretor de Criação. Sou demitido no dia seguinte, mas no caso do jogador, se o técnico bater o pé e mandar ele jogar onde o técnico quer, esse é demitido no dia seguinte. O jogador, bem, esse nunca tem culpa de nada, é sempre um coitado que está se sacrificando pelo time sem jogar na sua posição. São uns pobres coitados que ganham milhões por ano.

Precisa jogar na posição para acertar passe?

Escrevo esse artigo durante o jogo contra a Ferroviária. Acabo de ver o nosso camisa 10, Daniel Alves, errando 3 passes incríveis. Um jogador que custa quase 20 milhões de reais por ano ao São Paulo, que chegou como estrela internacional, não pode se dar ao luxo de errar passes de forma tão displicente e medíocre. E nem falemos do gol perdido contra o Palmeiras, porque ele errou, mas não se pode tirar o mérito do goleiro que fechou bem o ângulo.

Vai entender…

O São Paulo é o time que jogador manda, técnico obedece, diretor dá razão ao jogador e o presidente, bem, esse, prefiro não comentar. Não me estranharia em nada, ver o São Paulo trazer o Cristiano Ronaldo para jogar de volante, o Messi de lateral e o Suarez como meia. Aliás, nesse momento, Pablo é zagueiro e Pato lateral esquerdo…






#KobeForeverE fica aqui a minha sincera homenagem ao mostro do basquete, Kobe Bryant, que nos deixou no domingo passado. Depois que Jordan se aposentou, eu perdi o interesse pela NBA, pouco acompanhei Kobe em quadra, mas sua genialidade jamais será esquecida!


Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Comente com sua conta do Facebook: