O time ideal do ano de 2017

Por Mário Pravato Junior

Como ocorre em diversos torneios (Champions League, Copa do Mundo e etc.), resolvi montar o time ideal do Tricolor da temporada 2017, elegendo os destaques, mesmo aqueles que foram vendidos. Vou justificar cada escolha, inclusive do esquema tático. Vamos lá:

Esquema Tático: 3-2-4-1 – Não existe a menor possibilidade de defender um esquema em 2017 que contenha laterais, ainda mais quando se tem nomes como Bruno, Buffarini, Edimar e Júnior Tavares. Nossas laterais foram um dos pontos negativos da temporada, e inclusive o desejo no começo do ano era um time com 3 zagueiros. No meio, teríamos 2 volantes postados à frente da zaga, organizando e distribuindo o jogo, com uma linha de 4 no próximo setor, onde os ‘pontas’ auxiliariam no meio e no ataque, onde está o nosso camisa 9.

Renan Ribeiro: Sim, Renan Ribeiro. O goleiro nascido em Ribeirão Preto jogou 30 vezes no ano e teve o azar de roer o ‘osso’, que foi o pior momento do campeonato, onde o Tricolor permaneceu no Z4. Não teve nenhum frango ou alguma falha bizonha e na minha opinião é muito melhor do que Denis ou Sidão. Renan foi tirado do time titular da noite para o dia, sem qualquer explicação do treinador, e poderia agregar muito para 2018, porém não ficará no Tricolor.

Arboleda: Considero o equatoriano um dos destaques do ano, além de uma grande surpresa. Quem aqui imaginaria que Arboleda seria um zagueiro seguro, tranquilo e que ainda por cima ajudaria com gols (3 ao todo)? Mandou bem demais desde a sua estreia (marcou contra o Santos na Vila) e tem tudo para ser um dos pilares de 2018.

Lugano: Mesmo com apenas 12 jogos na temporada, não há como não escalar Lugano em um time da temporada. Líder do time, sem nenhuma falha grotesca no ano, mesmo quando todos garantiam que ele não tinha mais condições de vestir a camisa do Tricolor. Lugano merecia ter jogado mais na temporada e tinha bola pra isso, mas somente no esquema que coloquei aqui, com 3 zagueiros. No meu time ideal, seria o capitão.

Militão: A grande revelação da temporada! De volante, para a zaga e finalizando a temporada na lateral-direita. Militão calou muitos críticos (principalmente após São Paulo e Cruzeiro no Morumbi) e se mostrou um jogador importantíssimo para o setor defensivo. No meu time ideal ele estaria na zaga e com certeza ajudaria muito nas bolas paradas com a sua altura (1,85m).

Petros: Mais um líder. Petros chegou com a desconfiança de ser um ex-Corinthians, mas conquistou a torcida com a sua liderança dentro de campo e com suas declarações pró-São Paulo fora dele. Jogou por 2 temporadas no futebol espanhol e isso é muito importante para contribuir dentro de campo distribuindo o jogo no meio. Com certeza terá um 2018 ainda melhor, pois fará a pré-temporada junto com o elenco.

Jucilei: Outro monstro no meio de campo, foi colocado como reserva e quando voltou, o time conseguiu engatar a série de 3 vitórias que afastou o fantasma da Série B. Para a nossa sorte foi contratado para 2018 e junto com Petros, seguirá fazendo uma excelente dupla em nosso meio de campo!

Marcos Guilherme: Excelente contratação, contribuiu muito no ataque. É mais um caso que deverá render muito mais em 2018 por conta da pré-temporada. No meu time ideal, estaria na ponta-esquerda e ajudaria o meio de campo na recomposição.

Hernanes: Preciso explicar? Acho que não né, segue o jogo.

Cueva: Confesso que fiquei muito puto com o peruano na temporada e gostaria que ele tivesse sido vendido, porém não há como negar que o time com ele é outro. Cueva joga muito, porém tem sérios problemas fora de campo, mas mesmo assim está no meu time ideal.

Luiz Araújo: Único jogador elegido por mim que não terminou a temporada. Luiz Araújo foi mais uma grande revelação na temporada, tendo jogado muito enquanto esteve no elenco e fez uma grande dupla com Lucas Pratto. Desde que LA saiu, Pratto sofreu muito e acabou fazendo menos gols. Luiz Araújo neste time ideal, jogaria assim como Marcos Guilherme, apoiando o meio e o ataque pela ponta-direita.

Pratto: Muitos torcem o nariz para o argentino, porém o cara tem caráter e é lutador. Sofreu muito após a saída de Luiz Araújo e acredito que na formação do meu time ideal ele poderia ter um grande destaque, já que seria municiado por muitos bons jogadores! Torço para que permaneça em 2018!

Rogério Ceni: Calma torcedor tricolor! O meu Rogério Ceni é aquele que comandou o São Paulo na vitória por virada contra a Ponte Preta em 12 de fevereiro deste ano, aquele Rogério Ceni ofensivo, com ideias modernas e que gostaria de jogar no 3-4-3. Após a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras no Paulista, se perdeu completamente e foi muito mal até a sua demissão. Mesmo assim, aquele Rogério do começo da temporada é infinitamente superior ao Dorival (na minha humilde opinião, ok?).

Assim ficou a escalação deste time:

E aí torcedor tricolor, o que você achou deste time? Se fosse possível tê-los desde o começo do Campeonato, o Tricolor teria alcançado a Libertadores?






Comente o meu time ideal em nosso Facebook, só não me xinguem, beleza? Todas as escolhas são minhas, baseado naquilo que vi ao longo da temporada.

Você também tem um time ideal da temporada? Escreva para nós!

Feliz 2018!

Comente com sua conta do Facebook:
Você já conhece a Loja do Arquibancada? Modelos exclusivos para você mostrar o seu amor pelo Tricolor!

Confira outras notícias no Arquibancada Tricolor