Por que Bruno Alves no banco?

A Coluna do Felipe é publicada às quintas-feiras pelo Felipe Morais e sempre trará detalhes sobre a rica história do Tricolor! Clique aqui e veja todas as edições da coluna.

Amigos tricolores.

Nem tudo no futebol, nós entendemos. Na verdade, como o grande Muricy diz, “não sabemos nem 10% do que acontece dentro dos clubes”. E não duvido disso. Começa que, nós, torcedores, somos reféns de notícia de jornalistas.

A FoxSports, por exemplo, está mostrando claramente como essa profissão está cada dia mais banalizada e ruim, muito ruim! Dependemos de jornalistas que só sabem fazer 5 tipos de perguntas e comentaristas cada dia mais inteligentes, como o caso do Carlos Alberto, ex-jogador meia boca, que disse recentemente que o Real Madrid não ganharia a série B do Campeonato Brasileiro. Bem, é graças a isso que não sabemos muita coisa que ocorre dentro dos clubes e o pouco que sabemos vem de pessoas péssimas do que se propõe a fazer como profissão.

Diante a esse cenário, nós, torcedores, começamos a especular. Eu vejo comentários muito mais interessantes e profundos nos canais digitais do São Paulo, feito por torcedores, do que pelo falido jornalismo esportivo. E essas especulações, em muitos casos, não muito relevantes e acabo os ouvindo mais para tirar as minhas conclusões. No caso de Bruno Alves, o que eu penso é que o Cuca está louco. Só isso! Mas não sabemos dos bastidores, vamos deixar claro!






Será que Bruno Alves não brigou com o Cuca? Será que ele não se desentendeu com o grupo? Será que ele não tem uma proposta para sair do São Paulo e forçou isso? Eu jamais acusaria sem provas, mas estou aqui jogando alguns pontos para refletirmos.

Sobre Bruno Alves

Desde a sua chegada, senti algo bom no zagueiro. Me lembro que ele veio na mesma época que Aderllan, esse teve uma comemoração por parte da torcida do seu antigo time, os torcedores que sempre entendem de futebol muito mais que os dirigentes que estão comandando o clube – fizeram festa nas Redes Sociais comemorando a saída do zagueiro. No caso do Bruno, na mesma época, a reação da torcida do Figueirense foi de tristeza com a sua saída e desejo de sucesso. Ele conquistou muitos fãs na torcida. Para um zagueiro, isso chega a ser raro. Não precisava conhecer muito de futebol para prever algo tão previsível. Aderllan tinha um furto mais curto que saia de periguete, ao passo que Bruno Alves, no São Paulo, teria o mesmo carinho que teve no Figueirense.

Ocorreu em poucos meses, Aderllan nem no São Paulo está mais, Bruno caiu nas graças da torcida, pelo seu jeito simples, quieto e de excelente futebol. Eu não estranharia em nada, ele na Seleção Brasileira. Em nada! Tem futebol para isso, ainda mais por ser mais jovem que Thiago Silva e Miranda, ambos, em breve se aposentarão do futebol, Bruno, com 28 anos, tem pelo menos mais 7 ou 8 anos de futebol e pelo o que se vê em alto nível.

Cabeça de jogador

De fato, as perguntas que fiz acima tem sentido, mas não há nada que mostre que elas realmente ocorreram. Não sou nenhum causador do caos, mas, cabeça de jogador de futebol tende a ser bem pequena. Eles, na maioria, sofrem uma difícil infância com muitas dificuldades, são vítimas de golpe de empresário que promete o Real Madrid, milhões de Euros de salário e troca a alma do jogador por uma ajuda de custo para a família, as vezes, uma cesta básica, que pode ser pouco, mas para uma enorme população brasileira, é muito, jogadores crescem e precisam se tornar adultos aos 14, 15 anos, quando saem de casa para tentar a sorte em um time em outro estado.

Com 18, 19 anos se tornam titular com um salário maior do que o pai ganha no ano. Fama, dinheiro, amigos que aparecem do nada e se tornam melhores amigos da noite para o dia. Se tudo isso não mexer com a cabeça do jogador, não sei o que mexe! Mas Bruno, parece ser uma pessoa diferente, parece ser uma pessoa com a cabeça no lugar, família estruturada. Até seu filho se tornou um símbolo de sucesso do time.

Mas no banco?

Bem, diante a tudo o que eu mostrei, ainda é difícil entender porque ele está no banco. Falar que o Anderson Martins é mais jogador, é mostrar o quão torcedor de PlayStation se é. Mérito porque o Anderson Martins jogou um bom jogo? Perae, o Bruno Alves dificilmente não vai bem nas partidas! Dizer que o Anderson Martins está treinando melhor? Isso é um discurso de técnico que a torcida não tem como saber, tendo em vista que não temos acesso ao CT o dia todos, sabemos apenas por “flashs” da TV São Paulo ou por alguns pontos nos passado pelos jornalistas, com cada dia menos credibilidade.

Arboleda e Bruno, para mim, é a melhor dupla de defesa do país! Claro que os 2 não fazem milagre, claro que eles não são Oscar e Dario Pereira, mas são excelentes zagueiros e precisam estar em campo juntos. Espero que Cuca pare com essa mania de inventar, faz o arroz com feijão, porque em meio a tanto problema do meio para o ataque, para quem arrumar um na defesa?


Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Reprodução / Instagram do Bruno Alves

Comente com sua conta do Facebook: