Por onde anda Aloisio Chulapa?
Rubens Chiri/saopaulofc

Jogador é o rei do Danone e muito ativo nas redes sociais

Aloisio José da Silva ou Aloisio Chulapa nasceu em Atalaia-AL em  27 de janeiro de 1975. Forte, bom pelo alto e com um carisma gigantesco, o jogador fez sucesso no Brasil e na França e venceu o título mundial de 2005 pelo Tricolor.

O jogador começou a carreira no CRB em 1994 onde ficou por uma temporada. Em 95 desembarcou no Rio de Janeiro onde atuaria no Flamengo e onde construiu uma amizade forte com outro craque do futebol brasileiro: Adriano Imperador.

Por onde anda Aloisio Chulapa?
Atacante é o rei do Danone e muito ativo nas redes sociais

Em 1996 após um conselho de nada mais nada menos que Romário o jogador foi ao Guarani para ganhar experiência. Mas foi em outra equipe verde que o Chulapa explodiu para o futebol.

No Goiás entre 1997 e 1999 o jogador foi tricampeão Goiano e fechou transferência para o Saint-Etienne. Na França ele participou de 38 jogos e 10 gols. Após dois anos na equipe ele partiu para Paris e acertou com o PSG.

Na equipe da capital francesa, Aloisio jogou ao lado de Ronaldinho Gaúcho. O próprio comenta que foi ele quem sofreu a falta para o primeiro gol do Gaúcho no Parque dos Principes.

O atacante permaneceu na França até 2003 e depois teve uma rápida passagem pelo Rubin Kazan e voltou ao Brasil em 2005 para defender o Atlético-PR. Em um semestre no Paraná ele disputou 27 jogos e marcou 7 gols. Um deles na final da Libertadores contra o São Paulo.

Porém, o resultado final foi “negativo” para Aloísio já que o São Paulo comemorou o tricampeonato da competição (as aspas referem-se ao amor de infância do jogador que é declaradamente são-paulino).

Com a venda de Luizão, o São Paulo foi ao mercado e buscou Aloísio para montar o time que iria ao Japão tentar o tri mundial. E o jogador participou ativamente da conquista com uma linda assistência para Mineiro que marcou o único gol do confronto e deu a terceira taça de campeão do mundo a equipe do Morumbi.

No São Paulo, Aloísio participou também do tricampeonato brasileiro. No fim da passagem foram 124 jogos e 23 gols, além de ter cavado inúmeras faltas para o “patrão” Rogério Ceni marcar gols.

Depois de sair do Tricolor, o jogador foi para o Al-Rayyan mas a partir da saída do Morumbi o jogador nunca conseguiu atingir o antigo nível.

Aloísio ainda rodou no Brasil. Entre 2009 e 2017 ele defendeu: Vasco da Gama, Ceará, Brasiliense, Brusque, CRB, Francana, Gama, Santa Rita, União Barbarense, Sport Atalaia, Ipanema, Amadense, Grêmio Maringá, Comercial-MS, Sete de Dourados e encerrou a carreira no Nova Conquista.

Atualmente o jogador é bastante ativo nas redes sociais. Seus posts com o “danone” faz sucesso entre os Tricolores e o jogador possui negócios na sua cidade natal (Atalaia).

Títulos

Flamengo
  • Campeonato Carioca: 1996
  • Copa Ouro: 1996
Goiás
  • Campeonato Goiano: 1997, 1998 e 1999
Paris Saint-Germain
  • Copa Intertoto da UEFA: 2001
Athletico Paranaense
  • Campeonato Paranaense: 2005
São Paulo
  • Campeonato Mundial de Clubes da FIFA: 2005
  • Campeonato Brasileiro: 2006, 2007 e 2008
Vasco da Gama
  • Campeonato Brasileiro – Série B: 2009
CRB
  • Campeonato Alagoano: 2012

Individuais

  • Seleção da Copa Toyota Libertadores da América: 2005 (Atlético-PR)
  • Seleção da Copa Toyota Libertadores da América: 2006 (São Paulo)
  • Bola de Prata: 2006 (São Paulo)

Artilharia

  • Copa Toyota Libertadores da América: 2006 – 5 gols (São Paulo)
  • Campeonato Goiano de Futebol de 1997 – 27 gols (Goiás)

Recordes

  • 2º Maior artilheiro em uma única edição do Campeonato Goiano, com 27 gols pelo Goiás

Post anteriorHá 60 anos o histórico Racing vinha a São Paulo enfrentar o Tricolor
Próximo PostNa última década, São Paulo só foi além das oitavas da Libertadores uma vez
Pedro Vinicius, 24 anos e sou de São Paulo. Formado em jornalismo e especialista em jornalismo esportivo sou apaixonado por futebol desde sempre.