Em conversa descontraída, Paula falou sobre as polêmicas recentes relacionadas a “vazar” informações do CT e também do seu amor pelo clube

Que tal morar literalmente ao lado do centro de treinamento do São Paulo e ver, da própria varanda, os treinamentos e novidades sobre o time? É nesse cenário que vive Paula Alves, a dona da famosa Varanda Tricolor, que em pouco menos de um ano já foi alvo de polêmicas, virou destaque nas redes sociais e contou tudo em nossa edição #03 do “E o São Paulo?”, o podcast do Arquibancada Tricolor. Ouça aqui o episódio completo:

Em uma de suas tuitadas mais polêmicas, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2020, Paula contou que o time estava treinando no 3-5-2, contando também alguns detalhes da provável escalação para o jogo contra o Flamengo. “Fui acusada de prejudicar o São Paulo por oferecer essa informação publicamente, inclusive ao adversário. Fui alvo de xingamentos, ofensas e até de uma petição para que eu deixasse meu apartamento”, contou.

Em outro momento de grande repercussão, Paula postou também sobre a saída do ônibus no fatídico dia em que o veículo foi alvo de um ataque terrorista, antes do jogo contra o Coritiba. “Nessa ocasião, eu comentei que o ônibus tinha saído pela contramão, diferente do que sempre ocorre. Por isso, fui acusada de ter revelado o caminho e, portanto, ter alguma participação na ação”, revelou.

No podcast, a são-paulina falou também sobre sua relação com o clube, curiosidades sobre o cotidiano ao lado do CT e, claro, respondeu à pergunta tema do nosso programa: E o São Paulo?

Siga a Varanda Tricolor nas redes sociais:
Instagram: @varanda_tricolor
Twitter: @paulinharalvess