25% do salário dos funcionários e atletas do futebol feminino e basquete do São Paulo são cortados

O São Paulo cortou em 25% o salário de funcionários, atletas do futebol feminino e do basquete. Essa ação foi baseada na medida provisório do Governo Federal decretada em meio à pandemia do novo coronavírus, que prevê às empresas a redução proporcional do salário à jornada de trabalho.

Anteriormente, o Tricolor já havia reduzido em 50% o salário do elenco profissional de futebol masculino. Todas essas atitudes são para evitar demissões ou suspensões de contratos, visto que até o momento não foi necessário realizar demissões.

Os atletas do elenco masculino de futebol terão os valores ressarcidos proporcionalmente após esse período de pandemia. No entanto, os funcionários e atletas do futebol feminino e basquete não serão contemplados com o ressarcimento dos 25% do corte. Parte desses valores serão pagos pelo Governo Federal.

Elias Albarelo, diretor financeiro do Tricolor, falou sobre a decisão: “(O corte) Vale não só para funcionários, mas para diretores, presidente… Inclusive conosco. É natural, sem problema nenhum. Vale para todos. Também tem um mínimo que vamos deixar, para não ter um impacto em cima dos menores salários, embora você possa contar com o auxílio do Governo em cima da medida provisória. A gente estudou bastante qual seria a melhor proposta a se fazer. Para não penalizar, não ter nenhum tipo de demissão, como alguns clubes têm feito. Estamos tentando evitar ao máximo e felizmente ainda não ocorreu”.

Fonte: GloboEsporte
Foto: Arthur Marega Filho/São José Basketball

Comente com sua conta do Facebook: