Alexandre Mattos: “Tirei o Veiga de dentro do São Paulo”

Alexandre Mattos, empresário de futebol
0

O empresário Alexandre Mattos concedeu uma descontraída entrevista ao programa Central do Mercado, do Globo Esporte. Entre algumas resenhas de bastidores, Alexandre contou o interessante caso de quando retirou o meia palmeirense Raphael Veiga praticamente de dentro do São Paulo.

Sabe um jogador que tirei de dentro do rival? Mas esse foi de dentro. Esse estava indo mesmo para o rival: Raphael Veiga. Estava praticamente acordado com o São Paulo. Eu o vi jogando em um Atlético-MG x Coritiba em que ele jogou para caramba. Entrei na internet, vi quem era o empresário e liguei. Ele me disse que estava muito próximo do São Paulo e que seria difícil reverter. Preguntei se já estava assinado. Na negativa, disse que ele então poderia me escutar“, relatou Mattos.

O empresário apontou que muitas críticas direcionadas a ele pelo fato de contratar muitos jogadores seriam injusta. E que, quando isso ocorre com gigantes europeus, tal qual o Real Madrid, a situação é amenizada ou vangloriada.

Isso é uma coisa que me chateava. Eu falava muito na época que estávamos fazendo um Palmeiras para o futuro. O fato de contratar muito: quando o Real Madrid faz isso, todo mundo aplaude. Se eu tenho dentro do orçamento isso, calma! Isso não é da minha cabeça. É do financeiro, do CEO, do presidente, do analista de desempenho… Pensando no futuro. E o futuro chegou. Olhem o Veiga hoje aí“, explicou ele.

A análise de Mattos era de que Veiga ainda não estava pronto. Por isso, ao retirar o meia das mãos do São Paulo, a ideia seria dar oportunidade de ele amadurecer em outro clube e, depois, voltar para brilhar pelo Palmeiras. E a isca para poder seduzir a ida do jogador para o rival foi o avô, que sonhava em ver o atleta com a camisa do Palestra.

Nós vamos fazer ele ser o camisa 10 do Palmeiras. Mas vamos precisar emprestá-lo para prepará-lo. É difícil achar um jogador, principalmente um camisa 10. Então isso foi pensado, igualmente ao que ocorreu com Wesley. Quando o empresário dele me viu ligando muito, deu-me uma dica: o avô dele era muito palmeirense. E dizia que o sonho era vê-lo jogando no Palmeiras. Ah, meu amigo! Aí foi dentro da criança…“, completou o empresário.

Curiosamente, o meia foi autor de um dos gols que eliminou o São Paulo na Copa Libertadores e ajudou o rival a se tornar tricampeão da América.

Confira o trecho completo da entrevista em que ele detalha toda a situação clicando aqui.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você concorda com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitarLer mais