Tiago Volpi - São Paulo
Foto: Rummens

Antes de acontecer a paralisação das competições devido à pandemia do Covid-19, o departamento médico do São Paulo estava com seis jogadores em tratamento: Gabriel Sara, Helinho, Léo, Rojas, Tiago Volpi e Walce.

Os únicos que ainda seguem em tratamento são o Rojas e Walce.
O primeiro sofreu graves lesões no joelho direito e precisou passar por cirurgias, deixando-o afastado dos gramados desde outubro de 2018.

O equatoriano passou por uma avaliação em abril que deixou o departamento médico animado quanto à recuperação. Lembrando que o contrato de Rojas com o São Paulo vai até o dia 31 de julho. A intenção do clube é renovar com o atleta.

Foto: Rummens

Já o jovem zagueiro Walce rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo quando estava com a seleção brasileira olímpica em janeiro. Ele passou por uma cirurgia e segue em recuperação, a previsão de volta no início era de seis a oito meses.

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Gabriel Sara fraturou o quinto metatarso do pé esquerdo ainda na pré-temporada. Por isso, nem chegou a atuar em 2020, mas quando os jogos retornarem estará disponível para o técnico Fernando Diniz.

Foto: Rummens

Quem também pode voltar a atuar quando acontecer o retorno das competições é Helinho, que sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo no clássico contra o Palmeiras na segunda rodada do Paulista.

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Em fevereiro, o lateral-esquerdo Léo sofreu um entorse no tornozelo esquerdo em um treinamento no CT, ficando em tratamento com uma previsão de dois meses para voltar a jogar. Então, também já está recuperado.

Foto: Rummens

O goleiro Tiago Volpi deixou o campo no jogo do São Paulo contra a LDU válido pela segunda rodada da Libertadores no dia 11 de março devido a uma fratura na mão direita, sendo substituído por Lucas Perri.

No entanto, o atleta já afirmou estar recuperado no fim de abril e pode também voltar a jogar quando os jogos retornarem.

Tiago Volpi - São Paulo
Foto: Rummens

Veja o que falou o preparador físico do Tricolor, Pedro Campos, sobre a situação de cada um desses jogadores:

“Walce e Rojas estão fazendo tratamento. O resto praticamente deve retornar com a equipe. Antes da paralisação, o Léo estava treinando no campo com a fisioterapia. O Helinho também. O Volpi era uma fratura que teve o tempo ideal para fechar. O Sara também vinha treinando com a fisioterapia. Não estava apto para jogo, mas no processo. No começo mandamos atividades mais leves e fracionadas para que eles pudessem se readaptar. Agora treinam normalmente. Por esse lado foi muito bom. Acabamos recuperando todos”.

Fonte: Marcelo Hazan / GloboEsporte
Foto: Rummens

Post anteriorCafu
Próximo PostCaminho do Tri-Hexa: empate em Belo Horizonte
Vanessa Dias, 25 anos e sou de Araras, interior de São Paulo. Formada em Relações Públicas, especialista em Mídias Digitais e apaixonada por futebol desde que me conheço por gente. Sou parte do time desde o começo de 2018, onde trabalhamos todos os dias para que a torcida esteja sempre em conexão com o clube do coração.