Foto: Divulgação

Em janeiro deste ano, quando levava os jogadores para a partida contra o Coritiba, pelo Brasileirão de 2020, o ônibus do São Paulo foi cercado e apedrejado por supostos vândalos. Àquela altura, o clube estava bastante pressionado pelos maus resultados na reta final da competição e o jogo terminou em 1×1.

Agora, uma investigação da Polícia Civil do estado aponta que um dos conselheiros do clube teria supostamente participado do planejamento do ataque ao ônibus. O inquérito corre sob sigilo e a identidade do conselheiro não foi revelada pela Polícia.

Segundo foi apurado pelo Globo Esporte, o tal conselheiro teria sido o responsável por informar a rota aos vândalos. O ataque ocorreu exatamente na ponte Eusébio Matoso, na zona oeste.

Ao GE, o clube informou que monitora a situação e espera que todos os culpados respondam pelos atos cometidos.

Confira a matéria completa clicando aqui.