Nikão é o novo camisa 10 do São Paulo
Foto: Reprodução

O São Paulo anunciou na tarde desta quinta (20) que Nikão será o novo camisa 10 do clube. A honraria, que já passou por Raí, Pedro Rocha, Zizinho, Pita e, mais recentemente, Hernanes e Daniel Alves, pertence agora ao meia que fez boa temporada pelo Athletico Paranaense.

Nikão chegou ao São Paulo após ser campeão da Sul-Americana pelo Furacão. O jogador, aliás, foi o autor do gol do título, em cima do Red Bull Bragantino. Ele tem 29 anos, é canhoto e, antes do Athletico, já defendeu o Ceará, o América, o Bahia, o Vitória, o Atlético Mineiro e a Ponte Preta.

Sobre a camisa, aliás, o jogador já havia se declarado assim que chegou ao clube.

É um clube muito grande. A camisa do São Paulo é gigante, tem uma história de grandes craques. Rogério, Zetti, Cicinho, Cafu, Fabão, Danilo, Júnior, Leandro, França, Luís Fabiano… Muita gente que fez história nesse clube, conquistou títulos. Estou aqui com esse objetivo, ajudar o clube a conquistar títulos importantes, porque foi com isso que o São Paulo acostumou o seu torcedor, ganhando grandes campeonatos e fazendo grandes jogos. Por isso que eu escolhi estar aqui no São Paulo“, disse ele, ao site oficial do São Paulo.

E completou:

O torcedor pode esparar um jogador muito aguerrido, que vai lutar a todo instante em prol da equipe para que os resultados possam vir. A torcida pode esperar um cara que vai se dedicar bastante, que trabalha muito, que é muito empenhado e que vai fazer de tudo para que eles possam sorrir com a conquista de títulos equivalentes à grandeza do São Paulo“, afirmou Nikão.

A camisa 10 do São Paulo estava vaga desde a saída de Daniel Alves do clube.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorAssista à apresentação de Nikão no São Paulo
Próximo PostShaylon se despede oficialmente do São Paulo: “Clube gigante”
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.