Segundo Alexandre Praetzel, Pablo não deve mais jogar pelo São Paulo em 2021
Foto: Maurício Rummens / São Paulo FC

Na noite dessa quarta-feira (28), o São Paulo venceu o Vasco por 2 a 0 no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Com 20 minutos iniciais muito intensos, o Tricolor fez 1 a 0 e conseguiu administrar bem o placar até a segunda etapa quando Pablo ampliou o marcador e deu números finais ao jogo.

Primeiro Tempo

O São Paulo começou a partida pressionando e criando muitas chances de gol. A primeira delas veio com menos de 1 minuto, Rigoni recebeu belo lançamento de Reinaldo, mas errou o domínio e a bola passou próxima da trave. O atacante argentino novamente foi destaque e criou outras oportunidades tanto finalizando quanto servindo os companheiros. Por falar em servir, Martín Benítez deu um show de lançamentos, inclusive o que deu origem ao gol são-paulino, marcado por Rigoni, aos 13 minutos. Após abrir o placar, o Tricolor diminuiu a intensidade e o adversário ficou mais ousado, porém não conseguiu empatar. Próximo do fim da etapa inicial, o treinador Hernán Crespo ganhou mais um preocupação: Arboleda sentiu a coxa direita e deve ser desfalque por algumas partidas. Bruno Alves foi o escolhido para substituí-lo e assim a primeira metade do jogo se encerrou.

Segundo Tempo

A intensidade vista na primeira etapa não apareceu no segundo. Contudo, Pablo teve a chance de ampliar, mas ao receber mais uma boa bola de Rigoni preferiu tabelar ao chutar em gol. O Vasco dominou mais as ações, porém poucos foram os lances que assusrtaram Tiago Volpi. Com a improdutividade do rival, Crespo sacou Rigoni e depois Benítez, principais peças ofensivas. Como esperado, o time são-paulino incomodou ainda menos o goleiro Vanderlei. Entretanto, após um escanteio pelo lado esquerdo do ataque Tricolor, Pablo desviou de cabeça e voltou a marcar após 8 jogos.

Como fica?

O São Paulo pode perder por até 1 gol de diferença na próxima quarta-feira, no Rio de Janeiro, que estará nas quartas de final.

Acompanhe o nosso pós-jogo:

Post anteriorContra o Vasco, Arboleda sente a coxa e se torna mais uma baixa para Crespo
Próximo PostRigoni fecha mês de julho perfeito e confirma aposta de Crespo
Formado em jornalismo pela Faculdade das Américas. Sempre amei escrever e sempre amei o São Paulo Futebol Clube. Essas duas paixões me motivam a produzir conteúdo sobre o meu time do coração. Mas eu também gosto de falar política, história e entretenimento. Porém, já aviso que minhas opiniões não são simples a respeito de nada. O mundo é complexo e eu não sou diferente.