Foto: Reprodução / Conmebol

O São Paulo enfrentou o Rentistas, do Uruguai, nessa quarta-feira (12), pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores e empatou por 1 x 1.

O técnico Hernán Crespo optou por priorizar a disputa das quartas de final do Campeonato Paulista, na próxima sexta-feira (14), contra a Ferroviária. Por essa razão, o Tricolor foi à campo repleto de reservas e somente Bruno Alves, como capitão, representou os titulares. A partida também marcou a estreia do lateral-direito colombiano Orejuela, reforço que chegou em março. O jogador mostrou estrela e marcou o seu primeiro gol com a camisa são-paulina, abrindo placar para o São Paulo.

A equipe teve um desempenho melhor no segundo tempo e empilhou oportunidades de gol se aproveitando de diversas falhas da defesa uruguaia, mas também por conta de uma grande exibição do goleiro Nicolás Rossi.

1º Tempo

O Tricolor começou o jogo com tudo e aos 4 minutos Orejuela, estreante da noite, abriu o placar, mas o time não soube aproveitar a vantagem e logo aos 13 os uruguaios empataram. Visivelmente desentrosada, a equipe de Crespo pouco assustou e na realidade quase não acertou passes ou incomodou o goleiro adversário. Porém também não chegou a sofrer com os ataques dos donos da casa.

2º Tempo

No início da segunda etapa, Sosa, zagueiro do Rentistas, meteu a mão na bola e o juiz marcou pênalti para o Tricolor. Vitor Bueno bateu e perdeu. Apesar da grande oportunidade desperdiçada, o segundo tempo do time são-paulino foi muito melhor do que o primeiro e se não fosse o goleiro Rossi, que além do pênalti fez outras boas defesas, a vitória são-paulina poderia ter vindo.

Como fica?

O São Paulo recuperou a liderança do Grupo E, dividindo o posto com o Racing, ambos com 8 pontos, mas o Tricolor leva a vantagem no saldo de gols. O próximo confronto pela competição é na terça-feira (18), quando o time receberá os argentinos, no Morumbi. Se vencer o Tricolor estará classificado para as oitavas de final.

Acompanhe nosso pós-jogo: