Foto: Reprodução / Premiere

Nessa quarta-feira (7), o Sâo Paulo venceu o Internacional por 2 a 0 e conquistou sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. O argentina Emiliano Rigoni foi o destaque apesar de jogar somente 45 minutos.

Primeiro Tempo

A primeira etapa foi como o torcedor são-paulino esperou por muito tempo. O time apertou a marcação e logo com 1 minuto abriu o placar com Rigoni, que seria o grande nome dessa metade do jogo. Devido a marcação agressiva e a falta de confiança da defesa colorada, o Tricolor encontrou muitos espaços e chegou a marcar mais duas vezes: com Éder e de novo Rigoni, mas ambas as jogadas foram irregulares. No retorno de Arboleda, quem sofreu mesmo foi Léo, que viu Caio Vidal criar boas chances nas suas costas, porém com boas ações de Tiago Volpi a meta não foi vazada. Tudo deveria acabar bem para os são-paulinos, no entanto, como a fase ainda não é das melhores, Rigoni sentiu um desconforto na coxa.

Segundo Tempo

Como era de esperar, o argentino não voltou para a etapa final e foi substituido por Rojas. Outa mudança foi a entrada de Vitor Bueno na vaga de Éder, possivelmente uma precaução do técnico Hernán Crespo. Assim como no primeiro tempo, o São Paulo teve uma chance logo no início, porém Vitor Bueno desperdiçou. A postura são-paulina foi mais contida, esperando mais erros do rival. Aos 8, Igor Gomes acertou um belo voleio e marcou o segundo dando números finais ao jogo.

Como fica?

Essa foi a primeira vitória do Tricolor nesse Campeonato Brasileiro e o resultado livra o time da zona de rebaixamento. A próxima partida é no sábado (10), contra o Bahia, às 19h, no Morumbi.

Acompanhe o nosso pós-jogo:

Post anteriorDaniel Alves faz contra o Inter seu último jogo antes das Olímpiadas
Próximo PostMelhor em campo contra o Inter, Rigoni tranquiliza torcida após substituição: “Nada grave”
Formado em jornalismo pela Faculdade das Américas. Sempre amei escrever e sempre amei o São Paulo Futebol Clube. Essas duas paixões me motivam a produzir conteúdo sobre o meu time do coração. Mas eu também gosto de falar política, história e entretenimento. Porém, já aviso que minhas opiniões não são simples a respeito de nada. O mundo é complexo e eu não sou diferente.