Vai encher o saco no primeiro jogo?

Críticas construtivas e análises são algo bem diferente de insultos, encheção de saco e baboseira que alguns fazem para ganhar notoriedade, algum tipo de fama ou só por serem ‘haters’ mesmo.

O São Paulo está disputando a Florida Cup, um torneio que todos sabem que não vale nada além de jogos-treino e uma mini pré-temporada na terra da Disney. Muitos torcedores, inclusive, até acham que o São Paulo nem deveria ter ido.

Pois bem, eis que o São Paulo, que até anteontem, estava sendo elogiado pelas contratações (especialmente de Hernanes), entrou em campo para treinar em sua primeira partida no ano contra um adversário de bom nível.






O Eintracht Frankfurt, que está em 6º lugar na Bundesliga e no ano passado conquistou a Copa da Alemanha com uma vitória de 3×1 sobre o todo poderoso Bayern de Munique.

Primeiro revés: redes sociais bombando

Bastaram 45 minutos de uma partida em que o treinador André Jardine já havia avisado antes que encararia como treino, pois modificaria (como assim o fez) toda a equipe no segundo tempo (e repetirá isso contra o Ajax), para que alguns torcedores descessem a lenha.

Antes que você continue a leitura, eu quero deixar bem claro que não estou generalizando e criticando a torcida do São Paulo, pois somos talvez, os mais pacientes de todos após anos de fracassos e vexames. Estou aqui falando sobre os malas, os tóxicos, aqueles que chegam até a torcer contra, apenas para provar que estão certos.

Sabia que pegamos um time que já está em seu 27º jogo no ano, no meio de sua temporada e no auge de seu preparo físico e tático?

Jogamos mal? Sim, óbvio. Bruno Peres e Anderson Martins erraram? Erraram. Hudson e Jucilei vem batendo cabeça? Sim. O jogo mostrou que precisamos de mais reforços? Não tenha dúvida disso!

Mas daí a já esculhambar e execrar todo mundo? Cair na pilha de programas de TV em horário de almoço, que só querem falar mal do São Paulo e com isso já pedir até demissões, me desculpe, é ser muito mané.

Raí não pode levar a culpa de Leco

Veja bem, como escrevi lá no início: Criticar e analisar os erros, é algo totalmente diferente de xingar, pedir saídas e falar m**** na internet. Aliás, não é porque você ‘hater’, tem acesso a internet, que precisa usá-la para espalhar lixo.

Deixar de ofender ou escrachar o time, não significa passar a mão na cabeça de uma gestão que erra há anos. Aliás, a diretoria de futebol com Raí completou 1 ano de trabalho somente agora e foi reformulada, com a chegada de Carlinhos Neves, Lugano atuando mais próximo do elenco e Vagner Mancini.

Leco e sua gestão são algo (ruim) que estão aí há muito tempo, mas Raí não pode ser colocado no mesmo balaio. São coisas distintas.

Nós aqui no Arquibancada Tricolor, entendemos que é muito cedo até mesmo para fazer uma análise do time por apenas 45 minutos jogados com uma equipe que está voando fisicamente.

E aqueles que não são ‘haters’, mas estão P**** com essa derrota?

Entendemos que há torcedores mais jovens, que ficam revoltados com a zoeira na escola ou com os amigos tirando sarro, algo que pesa muito ao lembrar dos anos sem título, mas é justa essa visão catastrófica?

Outros estão cansados de ver o filme do São Paulo fracassado se repetir ano a ano, mas sinceramente, a Florida Cup é parâmetro para algo? Dá pra crucificar alguns jogadores após meio jogo?

E se o São Paulo vencer o Ajax neste sábado? Esses mesmos vão elogiar e gritar “O campeão voltou“?

Pense, cobre, critique construtivamente e reflita se essa atitude vai ajudar em algo já em janeiro, no primeiro jogo-teste.

#VamoSãoPaulo


Comente com sua conta do Facebook:
Você já conhece a Loja do Arquibancada? Modelos exclusivos para você mostrar o seu amor pelo Tricolor!