Arnaldo Ribeiro:
Foto: Rubens Chiri e Paulo Pinto / saopaulofc.net

Apesar das muitas críticas ao longo do ano, principalmente pelas falhas que eliminaram o São Paulo da Copa do Brasil e da Libertadores, Tiago Volpi conseguiu ser um dos poucos destaques são-paulinos no Brasileirão. A prova disso começa nos números: a despeito de ser o 13º colocado do campeonato, o Tricolor foi a sétima defesa menos vazada. Muito disso por conta de grandes atuações do goleiro, goleiro dos mais decisivos da competição, que garantiram o zero do placar em partidas difíceis.

Nas últimas seis rodadas da competição nacional, o São Paulo levou apenas seis gols; três destes ocorreram na mesma partida, contra o Grêmio – quando o time teve uma das piores atuações do ano. Mesmo com a equipe brigando praticamente todo o Brasileirão contra o rebaixamento, não ocupando em nenhum momento a parte de cima da tabela, o arqueiro Tricolor conseguiu colecionar grandes partidas, como nos empates contra o Atlético e o Fluminense, em casa.

O atleta, aliás, foi o único a atuar em todas as partidas do campeonato: foram 38 jogos no Brasileirão, com 27 defesas difíceis – aquelas em que o guarda-metas faz uma intervenção complicada quando a equipe está vencendo por uma diferença mínima ou empatando. Nesse quesito, ele foi apenas superado pelos goleiros do Santos e do América-MG, com 28 e 35 defesas do mesmo quilate. Os números são são Espião Estatístico, do Globo Esporte.

Pelo mesmo estudo analítico, Volpi foi classificado como sexto melhor goleiro da série A nos índices de participações decisivas. O aproveitamento foi de 50,9%, em um critério que sintetiza a quantidade de defesas difíceis e o número de gols sofridos na mesma condição de placares.

Reconhecimento do comandante

O técnico do São Paulo, Rogério Ceni, reconheceu inclusive o importante e decisivo papel de Volpi para o elenco tricolor. Após a vitória sobre o Sport, no Morumbi, por 2×0, Rogério analisou o trabalho do goleiro e chegou a se comparar com ele: “Vejo um cara trabalhador, assim como eu era, que chegava cedo, saía tarde. Não só ele, como todos os goleiros são assim. Ele vem fazendo bons jogos. Fez uma defesa espetacular no primeiro tempo e tem totais condições de ser titular em 2022“, disse o treinador são-paulino.

Volpi, assim como os demais atletas do São Paulo, apenas irá se reapresentar com o grupo em 2022. No último final de semana, o goleiro esteve no México, no estádio do Querétaro, em uma apresentação de novos contratados da equipe. Por lá, o goleiro ensaiou declarações de amor ao ex-clube e cogitou uma futura volta. Por enquanto, tais ilações seguem no campo das hipóteses, já que Volpi tem contrato vigente e nenhuma proposta chegou ao Tricolor Paulista.

Post anteriorMundial Interclubes 1992
Próximo PostSão Paulo decide não renovar com William
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.